sexta-feira, outubro 30Diário online de Braço do Norte

Antenor Turazi

QUALIDADE DOS GASTOS
Antenor Turazi, Colunas

QUALIDADE DOS GASTOS

Coluna de Antenor Turazi Só em termos de aumentos de despesa, estamos chegando a R$ 586 bilhões. No início do ano a gente esperava aumento de 2,5% no PIB, que está em queda de quase 5%. Isso também traduz em menos arrecadação. Projetamos um déficit de R$ 871 bilhões. Se vemos quanto o Brasil, gastamos 8,4% do PIB, acima da média dos países em desenvolvimento e de países avançados. Isso se reflete na dívida, que subiu de 76% para quase 95%. Foram ações necessárias, mas a conta precisa ser paga, explicou o secretário. Funchal destacou, no entanto, que o país já vinha lutando contra o aumento da despesa pública antes da crise provocada pelo coronavírus. Quando olhamos para a situação dos entes subnacionais, vemos a situação fiscal frágil que já vinham carregando ao longo do tempo. Uma das...
ENSINO ONLINE
Antenor Turazi, Colunas

ENSINO ONLINE

Coluna de Antenor Turazi O que não estava estruturado, diz Rocha, era o uso constante do online. O que nós não tínhamos antes da pandemia era o uso das ferramentas virtuais para o trabalho do ensino híbrido, não tínhamos a construção do online, que era muito pouco utilizado. Algumas escolas já tinham uma plataforma onde os alunos podiam tirar exercícios, publicar alguma lista de coisas que tinham feito, mas da maneira sistemática como estamos começando a ver hoje e como teremos daqui para a frente é uma novidade - não o ensino hibrido, mas o ensino a partir do uso de plataformas digitais, o ensino online, acrescenta. Considerada tendência na área da educação para o futuro, a mistura entre o ensino presencial e o online, que prevê um mix entre a sala de aula convencional e conteúdos pro...
RECUPERAÇÃO ECONÔMICA
Antenor Turazi, Colunas

RECUPERAÇÃO ECONÔMICA

Coluna de Antenor Turazi Os programas governamentais de recomposição de renda têm permitido uma retomada relativamente forte do consumo de bens duráveis e até do investimento. Contudo, várias atividades do setor de serviços, sobretudo aquelas mais diretamente afetadas pelo distanciamento social, permanecem bastante deprimidas. Destacou que ainda há muitas incertezas sobre o rumo dessa retomada, seja por conta da evolução da pandemia do novo coronavírus, também por conta da necessária redução nos auxílios emergenciais a partir do final desse ano. O Comitê ponderou que esta imprevisibilidade e os riscos associados à evolução da pandemia podem implicar um cenário doméstico caracterizado por uma retomada ainda mais gradual da economia, conclui a ata do Copom. O Copom acredita que a naturez...
BR-101 SUL
Antenor Turazi, Colunas

BR-101 SUL

Coluna de Antenor Turazi Depois de todos os embates e discussões que houveram em torno da concessão e o número de praças de pedágios, o Ministério da Infraestrutura acabou realizando o leilão e, agora, assinou o contrato com a empresa vencedora. A rodovia que corta toda Santa Catarina, a BR-101, teve a duplicação do trecho Norte iniciada em 1993. No trecho Sul, os trabalhos começaram em 2005 e só terminaram em outubro de 2016. Na última semana, parte da saga de mais de duas décadas da duplicação da BR-101 no nosso Estado terminou com a assinatura da concessão do trecho de 220,4 quilômetros, entre Paulo Lopes e São João do Sul, que liga Florianópolis ao Rio Grande do Sul. A concessionária CCR assume o projeto, que demandará, ao longo dos próximos 30 anos, investimentos da ordem de R$ 7...
ECONOMIA E PANDEMIA
Antenor Turazi, Colunas

ECONOMIA E PANDEMIA

Mais de 522 mil empresas fecharam as portas por conta da pandemia do novo coronavírus só nos primeiros 15 dias de junho. É quase 40% de todos negócios que encerraram as atividades, temporária ou definitivamente, nesse período, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O impacto da pandemia de covid-19 nas empresas brasileiras foi apresentado pelo IBGE através da primeira edição da Pesquisa Pulso Empresa. Segundo o estudo, o Brasil contava com 4 milhões de empresas no início de junho, só que boa parte delas não estava funcionando. As empresas mais atingidas pela pandemia foram as de pequeno porte e as do setor de comércio e serviços. Ou seja, as empresas que representam a maior parte dos empregos formais e da atividade econômica brasileira, segundo o IBGE. De acordo...
Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
Antenor Turazi, Colunas

Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte

Coluna de Antenor Turazi Desde o primeiro dia de julho, o Banco do Brasil (BB) vai emprestar até R$ 3,7 bilhões para os pequenos negócios brasileiros através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). O Pronampe foi criado pelo governo para tentar destravar o acesso ao crédito das micro e pequenas empresas, que têm relatado dificuldades para se financiar no segmento bancário durante a pandemia do novo coronavírus. O programa já vinha sendo operado pela Caixa Econômica Federal (CEF), que disponibilizou inicialmente R$ 3 bilhões para as micro e pequenas empresas, e agora também está disponível no Banco do Brasil. O lançamento do Pronampe pelo BB foi anunciado pelo presidente do banco, Rubens Novaes, em live realizada no dia primeiro de julh...
Plano Safra e a pandemia. A agricultura e pecuária em destaque esta semana
Colunas, Antenor Turazi

Plano Safra e a pandemia. A agricultura e pecuária em destaque esta semana

A coluna de Antenor Turazi desta semana transcreve parte da entrevista da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, concedida ao Correio Braziliense. A senhora lançou em solenidade comandada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Plano Safra. O que os pequenos produtores podem esperar? O Plano Safra foi concebido em cima dos planos de investimento e de custeio dos pequenos e médios produtores rurais, que são a maior parcela da nossa agricultura. Ano passado já foi o maior Plano Safra dos pequenos e este ano conseguimos aumentar em quase 13% a quantidade de recursos. Esse plano vem com juros menores. Quando o produtor pagará? Depende da faixa, porque nós temos vários planos. Quem está no Pronaf, que são aqueles pequenos agricultores familiares, terá jur...
Prorrogado no Senado a flexibilização dos contratos
Colunas, Antenor Turazi

Prorrogado no Senado a flexibilização dos contratos

Coluna semanal de Antenor Turazi O plenário do Senado aprovou nesta semana, a Medida Provisória (MP) 936/2020, que permite corte temporário de salários e jornada de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus. A matéria agora vai à sanção do presidente Jair Bolsonaro. Com o aval do Congresso, o governo poderá estender, por decreto, o programa que permite flexibilizar os contratos, pelo prazo que achar necessário — desde que não ultrapasse o período de calamidade pública, até 31 de dezembro de 2020. O Planalto estuda prorrogar a medida, pelo menos, até o fim de julho. A MP permite cortar ou reduzir jornadas e salários, com parte das perdas dos funcionários compensadas pelo governo. No caso de suspensão total do contrato, a duração máxima era de 60 dias, prazo que acabou no fi...
Sinais positivos na economia por lá e por aqui
Antenor Turazi, Colunas

Sinais positivos na economia por lá e por aqui

Coluna semanal de Antenor Turazi Nos últimos dias, com indicadores otimistas no exterior e boas expectativas do mercado quanto à retomada da atividade econômica após a pandemia do novo coronavírus, o dólar fechou na semana passada abaixo de R$ 5,00 pela primeira vez nos últimos dois meses. A última vez em que o dólar foi negociado abaixo de R$ 5 foi em 26 de março, também a R$ 4,99. Em 13 de março, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a pandemia de Covid-19, a moeda era negociada a R$ 4,81. Em maio, a moeda americana chegou a ser negociada a R$ 5,97, situação que levou o Banco Central a fazer diversas interferências no mercado cambial para segurar a alta. Existem sinais que poderemos estar diante de uma reação, já que alguns países do planeta já atingiram a pior fase ...
Será que a nossa democracia está realmente em risco?
Antenor Turazi, Colunas

Será que a nossa democracia está realmente em risco?

Acompanhe na análise de Antenor Turazi Eu não gosto nem de lembrar dos anos 60 e 70 no Brasil. Tinha pouca idade, mas suficiente para entender e viver anos muito difíceis. Trinta e cinco anos após o fim da ditadura militar no Brasil (1964-1985), o futuro da democracia no país está, novamente, mergulhado em incertezas. Vozes em defesa de um novo regime de exceção ecoam de gabinetes de Brasília, das redes sociais e das ruas, em meio à incapacidade das autoridades de por fim a uma crise que se agrava a cada dia. As ameaças de golpe, os ataques às instituições, as agressões à imprensa, entre tantos retrocessos, alimentam reflexões e temores, ante a mais grave crise institucional do período de redemocratização. As manifestações nas ruas, as próximas ao Palácio do Planalto e o mastro da band...
Folha do Vale | Braço do Norte