Domingo, 14 de julho de 2024
Braço do Norte
15 °C
13 °C
Fechar [x]
Braço do Norte
15 °C
13 °C
ESPECIAIS

Terra das Riquezas Naturais, também do empreendedorismo e do turismo rural

De colônia à joia da Encosta da Serra Geral: Rio Fortuna comemora 65 anos de emancipação

08/06/2023 08h25 | Atualizada em 12/06/2023 08h03 | Por: Redação
Acirf, juntamente com parceiros, promove, em agosto, a Expo Fortuna

De colônia no final do século 19, a distrito de Imaruí, Tubarão e de Braço do Norte ao longo do século 20, para, finalmente, se tornar uma das joias da região das Encostas da Serra Geral neste início de século 21. No próximo 21 de junho, Rio Fortuna completa 65 anos de emancipação e tem muito a comemorar. A Terra das Riquezas Naturais, da agricultura familiar, da produção de leite e de laticínios, também aponta, como fonte de progresso, para a diversidade econômica, da prestação de serviços e do comércio, passando ainda pelo turismo.

“Rio Fortuna é destaque em Santa Catarina na produção de leite, bem como seu beneficiamento, alavancado por várias empresas de laticínios e pela criação de matrizes que se disseminam para várias regiões do país. Além disso, o município tem se mostrado uma potência na região no que diz respeito à fabricação e venda de móveis e produtos para o lar. O setor moveleiro tem crescido muito nos últimos anos e tem ganhado repercussão regional”, destaca a secretária executiva da Acirf (Associação Empresarial de Rio Fortuna), Karla Ricken.

No ano em que Rio Fortuna completa seus 65 anos, a Acirf, juntamente com parceiros e apoiadores, promoverá, de 17 a 20 de agosto, no Centro Comunitário São Marcos, a 11ª edição da Expo Fortuna, a feira negócios que volta a ser realizada após o período de restrições por conta da pandemia da Covid-19. “A Expo Fortuna tem por objetivo fomentar o setor comercial, industrial e agropecuário do nosso município e da região do Vale de Braço do Norte com um todo”, informa Karla.
A primeira edição da feira ocorreu em 2001 e contou com 25 expositores e com um público estimado de 5 mil pessoas. Nesta 11ª edição, a expectativa é de que participem cerca de 70 expositores e 40 mil visitantes de vários municípios, principalmente da Amurel (Associação de Municípios da Região de Lagunra) e da Amrec (Associação de Municípios da Região Carbonífera). Além da exposição tradicional dos estandes comercializados para o evento, a Expo Fortuna também promoverá palestras, capacitações, oficinas, apresentações culturais, workshops e seminários de temas diversos. “Uma das nossas intenções é também oferecer atrativos para o público em geral, para além de empresas e seus representantes interessados em fazer negócios. Por isso, estamos preparando atrações voltadas também para a família”, informa a secretária da Acirf.

Turismo: um novo setor a se destacar na economia local

Nos últimos anos, além da agricultura, da indústria, do comércio e da prestação de serviços, um novo setor da economia tem despontado em Rio Fortuna. Trata-se do turismo, mais especificamente do turismo rural, ou agroturismo, em que os visitantes podem experimentar um pouco da vida no campo e o que de bom ela oferece. Há cerca de três anos, Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Turismo e Desporto, Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), e agricultores e empreendedores do turismo, vem planejando o desenvolvimento do setor. Para tanto, uma das medidas adotadas foi a criação da Associação de Turismo ‘Caminhos da Fortuna’, do qual fazem parte representantes destes três entes.

“É um planejamento que tem sido feito em parceria; Epagri, Secretaria de Educação e os proprietários dos empreendimentos. Hoje, dentro da associação, contamos com 90 leitos e dois restaurantes voltados para o turismo rural e a gastronomia típica. Isso sem contar outros restaurantes e hotéis que não são associados e não estão necessariamente dentro do espectro do turismo rural”, aponta a extensionista social da Epagri Jandira Schueroff, presidente da Associação Caminhos da Fortuna. Entre os membros da associação, os 90 leitos são oferecidos por 20 pousadas rurais, às quais também se somam os dois restaurantes já mencionados por Jandira, um museu e uma propriedade preparada para ensaios fotográficos.

Dentro do planejamento que vem sendo executado, uma das metas, agora, tem sido atuar na melhoria da infraestrutura turística, como manutenção de estradas, oferta de acesso à internet e o combate aos borrachudos. “A questão dos borrachudos tem melhorado bastante. Isso já está parcialmente resolvido”, reforça a presidente da associação. Outra “frente” de atuação é com relação às melhorias nos próprios empreendimentos. “Nós temos buscado implementar outros atrativos nas propriedades, para que o visitante possa ter à sua disposição atividades variadas nos locais”, avalia Jandira. “Há também a questão da comercialização de produtos, como geleias e pães caseiros. Dentro da propriedade, é permitido esse comércio, mas estamos buscando também a regularização para que o agricultor possa vender seus produtos fora da propriedade. São detalhes que estamos aprimorando para melhorar, cada vez mais, a experiência do nosso turista”, acrescenta.

Da colonização alemã ao turismo rural. De ‘Terra das Riquezas Naturais’ a polo agrícola e empresarial. Rio Fortuna, com todos os seus aspectos, em seus 65 anos de emancipação, hoje se orgulha da sua história, da sua cultura, da sua qualidade de vida, do que construiu até o momento e do que conquistará no futuro.


 

Folha do Vale

Rua Manoel Jorge Neves, 470, Bairro Tiradentes, Gravatal, CEP: 88.735-000 - Santa Catarina.

Telefone: 48 3658-7373.

Folha do Vale © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia
WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, entendi!