terça-feira, janeiro 19Diário online de Braço do Norte

Vitória dos comerciantes

Coluna de Fernando Sombrio

O trânsito mudou na Rua João Wesler. Assunto muito comentado aqui nessa coluna, foi a “briga” dos comerciantes locais para que retornassem os estacionamentos e uma faixa de pedestre onde havia sido implantado um trevo alemão, próximo ao Supermercado Becker. A defesa dos comerciantes era que após a construção da segunda ponte não havia mais necessidade do trevo alemão que fez eles perderem o estacionamento em frente as suas lojas e também tornou a via mais perigosa aos ciclistas. Agora em fase de teste, o trânsito foi alterado e voltou a ser como antes.

Ainda nos secretários!

Na semana passada falei sobre o vereador Paulo Sérgio Lorenzetti para exemplificar que se tornar secretário, sendo um vereador eleito, na minha opinião, é uma evolução. Não ruim, como muitos relatam. Volto a dizer, ter a “caneta” na mão é mais proveitoso, quando se é situação! Mas, outro exemplo que na oportunidade esqueci de mencionar é o colega de partido de “Paulinho”, Valcemir Villani. Ele se elegeu vereador em 2012, virou secretário de Agricultura logo em seguida, por isso foi alvo de críticas, mas conseguiu se destacar e se reeleger vereador em 2016, no meio de muitos comentários que perderia votos por ter sido secretário. Logo, se tornou secretário novamente, dessa vez de Assistência Social. Muitos comentavam que a saída para a Secretaria o faria perder politicamente, mas o que vimos foi Villani presidente da Câmara no último ano de mandato. Foi para a disputa, agora em 2020, e se elegeu novamente, ganhando inclusive um período como prefeito interino de São Ludgero. Pode-se dizer que Villani conseguiu muito sucesso em sua trajetória política e promete ser forte candidato a majoritária em 2024.

Mudanças

Falando nisso, o secretariado da Prefeitura de São Ludgero não deve mudar muito, mas há rumores que um ou dois vereadores devem deixar a vaga aos seus suplentes para encarar o trabalho de alguma Secretaria. O Partido Liberal, ao que tudo indica, terá novamente duas secretarias e os bastidores já se movimentam para ver quem serão os “contemplados”. Valcemir Villani que citei na nota acima, dessa vez não tem intenção de assumir nenhuma Secretaria. Os candidatos eleitos podem estar no jogo para contribuir com o time, mas tem outras pessoas fazendo força para serem indicados, mas pelo que observamos nos últimos anos, só ser indicado não basta, tem que ser aceito por quem comanda! Penso que a escolha deve ser ao máximo pautada em profissionais técnicos, com conhecimento de sua área de atuação. Não se trata de sentar na cadeira e receber salário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale