Vereador transforma parte do salário em cestas básicas

Mesmo sem a aprovação de projeto de lei, o vereador Rafael Marcelino Borgert está cumprindo com a promessa

A Folha do Vale anunciava em 6 de abril que, a exemplo do Poder Executivo de Braço do Norte, o vereador Rafael Marcelino Borgert ingressava com Projeto de Lei para redução dos salários dos vereadores: “Estou propondo, nesta tarde, a exemplo do que fez o prefeito Beto na Prefeitura, a redução dos salários (20%) dos vereadores. A medida será por 60 dias”. A intenção do edil seria que recurso economizado fosse encaminhado para a Prefeitura utilizar no combate ao Covid-19.

O Projeto de Lei não seguiu, pois segundo entendimento jurídico na Câmara, tal iniciativa caberia somente à mesa diretora. Mesmo sem o prosseguimento de seu projeto de lei, o vereador decidiu cumprir com o que propôs, sendo que durante 60 dias vai destinar 20% de seus rendimentos a ações sociais relativas ao Covid-19. “Adquiri cestas básicas para destinar às pessoas que estão sofrendo com a crise financeira causada pela pandemia do coronavirus”, explicou.

Além do vereador, no âmbito do Executivo municipal, o prefeito Beto Kuerten Marcelino, seu vice e demais secretários fizeram o mesmo, depositando 20% de seus salários para a própria Prefeitura utilizar em ações em combate à pandemia.


Leave a Comment