Uma comunitária com dez anos

A coluna semanal de São Ludgero com Fernando Sombrio

A Rádio Comunitária Voz Livre de São Ludgero completou 10 anos no ar na última quarta-feira, 13 de maio. Quero deixar registrado o agradecimento a esta rádio que foi essencial para minha profissão. Fui de entrevistado a apresentador de um programa nas terças, qual realizava entrevistas com músicos da região, fazia sorteios etc.., uma festa. Então após algum tempo fui chamado para trabalhar na emissora como âncora de um programa jornalístico. Foi um ano que estive nesta missão. Foram muitas notícias, não perdia um fato novo em São Ludgero, 2014 foi intenso! Lembro das reuniões para a construção da famosa segunda ponte e suas polêmicas, quanto a escolha de local; das negociações sobre o condomínio na Encosta do Sol, onde várias famílias tiveram de ser removidas do programa, de momentos de conquistas importantes também. Toda sexta-feira, tinha uma entrevista agendada com o prefeito Volnei Weber (foto) e era questionamento em cima de questionamento. Jovem, estava cheio de vontade e não tinha medo de perguntar o que o povo queria saber, por isso digo que a rádio foi essencial para minha formação profissional e evolução pessoal. Coloquei o nome da comunitária em vários grandes portais de notícias brasileiros e até mundiais como fonte de informação. Além da vitrine que me proporcionou, também me preparou para encarar de frente qualquer “bomba” no que diz respeito a comunicação. Parabéns e obrigado Rádio Voz Livre.

Cegero

Toda vez que fala em conta de energia, alguém reclama de algo, em São Ludgero nem tanto, pois temos que admitir que a Cegero sempre foi muito parceira dos munícipes. O Conselho Administrativo da Cooperativa de Eletricidade de São Ludgero (Cegero) tomou atitudes favoráveis aos associados e a comunidade durante este período de impactos negativos motivados pela pandemia do coronavírus. Entre elas, decidiu manter o fornecimento de energia elétrica para todas as residências até junho, mesmo diante de possíveis inadimplências, está cobrando apenas a demanda medida para consumidores de alta tensão, segue com os repasses mensais sociais às entidades, decidiu oportunizar apoios extras ao Hospital Santa Teresinha e Secretaria Municipal de Saúde, além de oportunizar o desconto de 100% até o consumo de 220 kWh/mês para beneficiados pela Tarifa Residencial Baixa Renda.  

CRAS

Demorou um pouco, mas está funcionando a sede própria do CRAS de São Ludgero. A assinatura do convênio para a construção foi em 2017 e a obra iniciou em 2018, mas nesta segunda-feira, 11 de maio, começaram os trabalhos no local. Com a mudança, a partir do mês de junho, a Prefeitura deixa de pagar R$ 2.680,76 mensalmente de aluguel. Uma obra do Governo do Estado, através do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior com recurso disponibilizado através do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), via Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), Banco do Brasil. O investimento é de R$ 334.373,32. A contrapartida do município foi disponibilizar o terreno e outras participações a exemplo do nivelamento da área. Mais uma boa notícia para o Município.


Leave a Comment