sexta-feira, janeiro 15Diário online de Braço do Norte

Terno de Reis: uma antiga e emocionante tradição de Natal

Grupo de Santa Rosa de Lima há quatro anos relembra episódio bíblico dos três Reis Magos

A cada visita, a emoção toma conta de todos os presentes

Terno de Reis. A antiga tradição em que músicos fazem visitas nas casas de famílias, em alusão ao episódio bíblico em que os três Reis Magos levaram presentes ao recém-nascido Menino Jesus, por pouco foi esquecida nestes dias atuais. Mas, aos poucos, volta a ganhar destaque na região e não têm sido raros os registros desta manifestação popular.
Em Santa Rosa de Lima, há quatro anos, um grupo de voluntários busca resgatar a tradição do Terno de Reis. São pessoas que visitam famílias, entram nas casas apresentando canções natalinas, religiosas e populares.
“O objetivo do nosso grupo é justamente de resgatar essa tradição.Nós ouvíamos de algumas pessoas, principalmente os mais idosos, que Santa Rosa de Lima o Terno de Reis como parte da tradição do Natal. Então juntamos esse grupo e passamos a visitar as famílias da nossa cidade”, explica Sandra Sandra Alves Luchtenberg, que participa do Terno de Reis juntamente com seu marido, Jaime. Ela conta que cada visita é sempre uma experiência marcante. “Quando visitamos uma família, a emoção toma conta de todos. Tanto a família que nos recebe, quanto as pessoas do grupo de Terno de Reis, são tomadas por um sentimento especial. Vemos como as pessoas que nos recebem ficam emocionadas. Todos se sentem bem. Mas, podem ter certeza que, para mim, saímos das casas muito mais felizes, muito mais gratos, do que quem recebe o grupo”, afirma.
Atualmente, o grupo de Terno de Reis de Santa Rosa de Lima conta com 23 integrantes, homens e mulheres de várias profissões e de faixas etárias variadas. Os ensaios, normalmente, ocorrem na casa de um dos membros. E há um trabalho para que o grupo se mantenha ativo durante o ano todo. “Nos reunimos com uma certa frequência, para podermos manter o grupo sempre unido. Pretendemos manter o nosso Terno de Reis ativo durante o ano todo. Visitando casas e fazendo apresentações sempre que formos chamados”, completa Sandra.
Uma das visitas recentes foi da família da farmacêutica Suziani Baumann, que não esconde a sua emoção ao relembrar a ocasião. “Foi um presente de Deus. Fiquei arrepiada do início ao fim”, comenta emocionada. “Cada música me fazia pensar mais e mais no que realmente importa nessa vida e naquilo que devemos dar valor. É uma sensação de tranquilidade, alegria e humanidade, onde as pessoas nos transmitem felicidade e nos fazem lembrar que o amor existe. Eu não queria que fossem embora, podiam ficar lá em casa até o dia amanhecer. Tenho vontade de fazer parte do grupo e, ao mesmo tempo, de não fazer, somente para esperar que eles voltem a nos visitar”, conclui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale