Colunista | [email protected]

Sem consumo, não se produz. O que devemos fazer?

Coluna semanal de Empreendedorismo de Michell Sombrio

Sem gente na rua não existe consumo, se não vende ou não produz, você não fatura, não paga as contas, não tem pagamento de funcionários e desta forma muita gente pode quebrar. Mas o que fazer nesta hora? Como passar por esta crise de saúde pública e crise financeira? Não temos resposta pronta. O Governo Federal anunciou algumas medidas, sem nem mesmo saber o tamanho do estrago futuro, o que vier neste momento vai ajudar de alguma forma, nem que seja para esticar a esperança por mais um tempo.

Injeção

O ministro Paulo Guedes anunciou que vai disponibilizar R$ 15 bilhões para autônomos durante os próximos três meses, o valor individual será de R$ 200,00, quase nada, porém para algumas pessoas este pequeno valor será de grande importância. Outra medida é a antecipação do 13º Salário para aposentados e pensionistas, serão R$ 23 bilhões para abril e R$ 23 bilhões para maio. Os R$ 21,5 bilhões que não foram sacados do PIS/PASEP serão transferidos para o FGTS para permitir novos saques. R$ 12,8 bilhões serão antecipados do abono salarial para junho. R$ 3,1 bilhão de reforço ao Bolsa Família e inclusão de mais de 1 milhão de beneficiários. Para empresas e preservar os empregos o governo vai adiar por 3 meses o pagamento do FGTS e vai reduzir 50% das contribuições do Sistema S. O Ministro também afirmou que uma linha de crédito para micro e pequenas empresas também será disponibilizado, tudo para a economia não entre em colapso total. Mas se tudo continuar fechado, onde o povo vai gastar este dinheiro no comércio local?

PIB

Os bancos Goldman Sachs e JP Morgan reduziram a expectativa de crescimento do PIB para o Brasil. A Goldman tinha expectativa de que cresceríamos 1,6%, o JP Morgan falava em 1,5% agora com o impacto do vírus na nossa economia a projeção é de queda de aproximadamente 1%.

O que devemos fazer?

Leitor, confesso que diante do cenário eu tenho fé. Claro que estou apreensivo, porém otimista, sei que estamos atravessando uma fase ruim e vamos entrar no olho do furacão daqui alguns dias, entretanto, vamos sair dessa. Eu já tive um negócio que não deu certo e acabei de tirar um novo, recentemente, do papel. Já, em poucos dias, senti os efeitos da retração econômica, alguns setores vão sentir mais, outros menos, mas todos serão afetados, pequenos como eu, ou médios e grandes como tantos outros. Todos nós precisamos de dinheiro, isso é fato, precisamos viver, porem nem tudo é dinheiro ou negócio. Estamos enfrentando um inimigo invisível e por incrível que pareça, depende de cada um de nós diminuir ou aumentar o tempo que vamos passar por isso. Precisamos de empatia, pensar no próximo e não ser egoísta ou achar que nunca acontecerá com a gente. O vírus está por aí, circulando através de nós e buscando mais hospedeiros, qualquer um é um potencial distribuidor dessa doença, por isso, ficar em casa isolado por uns dias vai fazer com que ele não se espalhe e a rede de saúde de conta de cada caso aos poucos. Não vamos entrar em pânico, não vamos achar que isso é uma invenção da China, pois estudos já comprovaram que o vírus não foi criado em laboratório, então pare de passar notícias falsas, faça sua parte, cuide-se e, o principal, fiquem em casa! Quando tudo isso passar vamos continuar unidos e ajudar a recuperar os negócios locais que sofreram com tudo isso.


Leave a Comment