São Marcos inaugura moderna franquia Shell

EMPRESÁRIO Maykon Schuelter conta um pouco da história da rede de postos

Com 27 anos de história em Braço do Norte, o Posto São Marcos, localizado na Avenida Felipe Schmidt, saída para Rio Fortuna, promove nesta sexta-feira um dia de promoções, brindes e degustação para entregar aos clientes sua nova loja de conveniência.
Para falar sobre mais este investimento, recebemos no Café da Folha o empresário Maykon Schuelter. Ele conta um pouco da história da rede de postos que hoje possui quatro unidades e prepara mais novidades para 2021. Saboreando as delícias oferecidas pela Panificadora Nack, detalhou o que significa a abertura da Conveniência Premium Shell Select para a cidade e para a região, uma franquia oferecida os melhores postos Shell do Brasil.

 

Fale um pouquinho sobre a Rede de Postos São Marcos.
Maykon – Começou em 1993 no Bairro São Maurício, no limite com Rio Fortuna, com o meu pai, Inácio. Aliás, cidade de onde vem toda a minha família. No começo de 1996, o posto foi transferido para Braço do Norte, no lugar que está até hoje. Em 2003, a administração do posto passou para as minhas mãos. Tinha somente 20 anos. Em 2011, abrimos nossa segunda unidade em Tubarão, no Bairro Fabio Silva. Iniciamos assim a Rede de Postos São Marcos. Em 2017, ampliamos o atendimento para Orleans. Em 2019 foi a vez de São Ludgero. A previsão é de, no próximo ano, concluirmos as obras e abrirmos o posto de Gravatal. Hoje oferecemos mais de 100 empregos diretos em toda a rede.

Em Braço do Norte, o posto está localizado em um bairro afastado do Centro, próximo à Vila Nova. Como vocês driblaram e driblam a questão de distância para atrair e manter os clientes?
Maykon – Na década de 1990, a cidade não tinha crescido muito, então, investimos na qualidade e no atendimento ao cliente. Buscando sempre um relacionamento muito próximo com toda a comunidade. No caso de Braço do Norte, ela foi crescendo e mantemos a mesma filosofia, que é de atender bem e cada vez inovar para manter e atrair a atenção do nosso público, sempre com estratégias para atrair clientes.

Que estratégias são estas. Pode revelar?
Maykon – Aprimoramos cada vez mais o atendimento personalizado, buscando um relacionamento estreito com o cliente. Ofertamos hoje a melhor gasolina aditivada que existe no Brasil, a Shell V-Power. Estamos em constante investimento em nossa estrutura, proporcionando melhor conforto ao cliente. Nossa mais recente estratégia foi a reforma e reestruturação da loja de conveniências.

O que mudou?
Maykon – Nós transformamos nossa antiga loja de conveniência em uma franquia da Shell Select, uma rede de franquias com mais de 1.000 lojas em todo o Brasil, exclusivas dos melhores e maiores postos Shell. Para se ter uma ideia, foi feito um projeto personalizado, levando em consideração os mínimos detalhes, para proporcionar um ambiente integrado, em que o cliente pode optar em fazer seu lanche ou happy hour de maneira agradável.

Na prática, o que tem de diferente?
Maykon – Já estamos servindo lanches diferenciados. Por exemplo, o hamburger, assinado pelo Madero, coxinha com requeijão, o verdadeiro pão de queijo e pão de babata que, posso garantir, é gigante. Temos ainda espetinho de frango, muito gostoso e, para ressaltar, nossa cafeteria tem a assinatura da Nestlé Premium. Para garantir que a cerveja esteja sempre gelada, implantamos uma câmara fria em que as bebidas refrigeradas são abastecidas pelo interior das geladeiras. A loja terá sempre uma cerveja extremamente gelada, pois o caminhão já descarrega dentro da câmara frigorífica. Todos os meses serão oferecidas promoções robustas que colocarão produtos abaixo do preço de mercado. Este mês, por exemplo, Cup Noodles, o macarrão instantâneo em copo, sai por R$ 3,99, e duas caixas de Bis por R$ 9,99. O Gatorade por R$ 4,99 e três long necks de Budweser por R$ 4,49 cada. Além disso a nova loja oferece acessibilidade, inclusive nos banheiros, que agora são dentro da loja. Também climatizamos o local. Para maior conforto das mamães, disponibilizamos também fraldário. Melhoramos o deck para happy hour. Todas as mesas da conveniência e do deck têm tomada para carregar o celular ou alimentar o notebook.

Quantos produtos são ofertados na loja de conveniência?
Maykon – Hoje oferecemos um mix de 2 mil itens em 130 metros quadrados de loja.

Quanto foi investido?
Maykon – Foram investidos mais de R$ 350 mil. Acreditamos no crescimento de Braço do Norte e que ela merece este conforto. Este modelo de conveniência vai agregar muito aos nossos clientes e fortalecer ainda mais o Posto São Marcos em Braço do Norte. Aliás, não só nossa cidade, mas Rio Fortuna, Grão-Pará, toda a região deve vir conhecer e aproveitar nossa loja. Lembro a todos que a conclusão foi em meados de dezembro, mas agora, nesta sexta-feira, é que entregaremos oficialmente. Será um dia de promoções, com brindes e degustação. Por isso, aguardamos a presença de todos.

O caixa eletrônico ainda está operando nesta nova estrutura?
Maykon – Nos próximos dias a Caixa Econômica deve liberar, novamente, o funcionamento do nosso terminal de autoatendimento. Como o processo de licitação para a empresa que realiza a manutenção dos terminais está sendo efetuada, o aparelho está desativado.

O que esperar para o futuro no São Marcos?
Maykon – Já que estamos falando em tecnologia, lembro que nos próximos meses iremos implementar o pagamento de combustíveis e de itens de loja de conveniência por meio digital, através do nosso aplicativo. O cliente vai poder entrar na loja, consumir ou comprar algum produto, enquanto o carro é abastecido. Pode sair e pagar a conta diretamente no aplicativo, sem passar pelo caixa. Basta passar pelo terminal de atendimento auto check-out, aproximar seu celular e pronto. Mais agilidade e rapidez.

Como você consegue estar por dentro de todas estas novidades e acompanhar as tendências do mercado?
Maykon – A Shell possui no Brasil 5.000 postos e eles têm um comitê nacional, formado por 19 revendedores. Em Santa Catarina, sou o único representante neste conselho. Por isso, estou por dentro de todas as tendências do mercado pelo Brasil. Lá, discutimos estratégias que podem melhorar a operação em todos os postos e nas lojas. Estas práticas são replicadas para todo o Brasil. O que dá certo lá em Belém, pode dar certo aqui. Ou vice-versa.


Leave a Comment