sábado, janeiro 23Diário online de Braço do Norte

São Ludgero continua sem nenhum caso suspeito

Mantidos apenas os atendimentos emergenciais nas unidades de saúde. No caso de dúvidas em relação a sintomas e informações sobre o coronavírus as pessoas não devem se deslocar às unidades em sim ligar para o fone 3191-0299

 

Até o final da manhã desta terça-feira, 17 de março, São Ludgero não registrava nenhum caso suspeito de Coronavírus. A secretária de Saúde, Nilva Schlickmann Pickler, esteve reunida com o prefeito Ibaneis Lembeck, o “Iba”, com a finalidade de atualizar o andamento dos trabalhos na pasta. Com a assinatura e publicação do Decreto Municipal 08/2020 que estabelece medidas de caráter temporário para a mitigação dos riscos decorrentes da doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19) no âmbito do município e também a apresentação e aprovação do Plano de Contingência Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus a Secretaria de Saúde, conjuntamente com a Vigilância Epidemiológica do Estado, tomaram medidas para evitar a circulação de pessoas e minimizar riscos à população.

 

Nas três Estratégias Saúde da Família (ESFs) os atendimentos eletivos e não emergenciais estão suspensos, assim como os atendimentos odontológicos. Ficam mantidos os atendimentos emergenciais nas unidades de saúde, com a orientação dos usuários utilizarem os serviços em casos de extrema necessidade. No caso de dúvidas em relação a sintomas e informações sobre o coronavírus as pessoas não devem se deslocar às unidades em sim ligar no período das 7h30min às 11h30min e das 13 às 17 horas para a Vigilância Epidemiológica pelo número 3191.0299. Após este horário, os atendimentos são na Unidade Sanitária Central de Saúde (Pronto Atendimento). “Em relação ao fornecimento de receitas de medicamentos de uso contínuo e controlado as pessoas não devem ir às unidades e sim ligarem para as unidades, solicitarem e retirarem conforme agendamento”, esclarece a Secretária Nilva.

Já o funcionamento do Pronto Atendimento continua normalmente 24 horas por dia, sete dias por semana, mas com o pedido de cautela por parte das pessoas de não se deslocarem ao local se não for caso de emergência.  “Quanto maior a consciência das pessoas, mais protegido todos ficarão”, finaliza a secretária.

O prefeito de São Ludgero, Iba Lembeck, em relação às ações, enfatiza que é preciso que cada pessoa, família, entidade, setores privados e públicos, contribuam e tomem medidas e atitudes para que este período difícil seja superado de forma organizada e sem pânico. “Se cada um fizer a sua parte, vamos alcançar êxito em relação ao coronavírus”, resume.

 

Os casos considerados suspeitos de doença pelo Covid-19:

VIAJANTE:

Pessoa que, nos últimos 14 dias, retornou de viagem internacional de qualquer país e apresente: ○ Febre e pelo menos um dos sinais dos sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia)

 

CONTATO PRÓXIMO:

Pessoa que, nos últimos 14 dias, teve contato próximo de caso suspeito ou confirmado para Covid-19 e apresente: ○ Febre e pelo menos um sinal dos sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia)

 

CONTATO DOMICILIAR

Pessoa que, nos últimos 14 dias, resida ou trabalhe no domicílio de caso suspeito ou confirmado para Covid-19 e apresente: Febre ou pelo menos um sinal dos sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia) ou outros sinais e sintomas inespecíficos como: fadiga, mialgia/artralgia, dor de cabeça, calafrios, gânglios linfáticos aumentados, diarreia, náusea, vômito, desidratação e inapetência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale