sexta-feira, janeiro 22Diário online de Braço do Norte

Regulamentada a produção de queijo artesanal

Novas diretrizes direcionam o fabricante para uma melhor produção do queijo artesanal de leite cru em Santa Catarina

produtor quer abrir uma queijaria no segundo semestre de 2020 e já fabrica produtos experimentais

Para trazer mais segurança na produção e consumo do queijo caseiro, o Governo do Estado traz as normas atualizadas que devem ser seguidas pelos produtores catarinenses. O decreto nº 362 foi publicado no Diário Oficial em 22 de novembro, sexta-feira. Produtores da região do Vale já estão à par da regulamentação.
Além das especificações de como o queijo deve ser produzido e do estado dos condimentos utilizados, o decreto também aponta normas na saúde do animal que gerou a matéria-prima para o produto, requisitos mínimos que cada tipo de queijo deve ter, e também diretrizes sobre as queijarias, transporte, qualidade de água e embalagem.

O produtor braçonortense de queijo artesanal Rafael Farias, de 36 anos, conta que acredita que estar atualizado sobre as normas da produção é um ponto muito importante e positivo para todos os fabricantes. “Assim que fiquei sabendo sobre a regulamentação, fiz uma pesquisa e verifiquei que muitas das normas são iguais ou parecidas com a legislação anterior, mas com algumas particularidades que proporcionam o entendimento do que é o queijo artesanal catarinense”, e complementa, “uma legislação dessa importância deve ser analisada com muita atenção e cautela, para garantir o seu cumprimento”, ressalta. Rafael é administrador. Há dois anos, se especializa no ramo da produção de queijo e há quatro meses vende seus queijos artesanais na cidade.

A produção de Rafael é pequena, são processados de 250 a 300 litros de leite por mês e os queijos são feitos totalmente de forma artesanal, apenas com a ajuda de alguns utensílios, sem máquinas ou equipamentos automáticos. Apesar disso, o leite não é pasteurizado, portanto os queijos são considerados queijos artesanais de leite cru. “A escolha deste método é para proporcionar uma qualidade superior ao queijo, que perde muito de seus nutrientes quando passa pela pasteurização”, realça o fabricante. Rafael pretende abrir uma queijara no segundo semestre de 2020 e garante que sua produção estará dentro das normas da nova regulamentação.

O que é o queijo de leite cru?

Queijos de leite cru são aqueles produzidos artesanalmente a partir de leite recém-ordenhado e não pasteurizado. Além disso, a legislação caracteriza esse tipo de queijo tendo o leite sido ordenhado na própria fazenda, beneficiado por meio de métodos tradicionais, que mantenham as características histórico-culturais e regionais, vinculados ao território de origem, com uso de mão de obra predominantemente familiar, produzido conforme tipo e variedade definidos em Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade (RTIQ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale