Projeto para empregar deficientes lançado

Iniciativa da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) facilita contratações de pessoas que possuam deficiência

HILDA foi a primeira a buscar informações de como funciona o projeto

Hilda Luchmann de Liz, de 57 anos, é auxiliar de serviços gerais no Centro de Educação Infantil Favinho de Mel. Ela tirou um tempinho na última quinta-feira e foi até a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Braço do Norte (Apae) para saber mais informações sobre como conseguir uma vaga de emprego para seu filho, Joao Paulo de Liz, de 31 anos. “O João possui uma deficiência, mas ainda não temos o diagnóstico oficial. Já providenciei uma consulta com um neurologista para conseguirmos o laudo médico e então realizar o cadastro dele no projeto da Apae”, detalha ela. Hilda foi a primeira pessoa a se inscrever no projeto pioneiro lançado pela Apae para registro de pessoas com deficiência aptas para trabalhar, proporcionando a estas inclusão social e auxiliando empresas regionais a realizar preenchimento de vagas PCD (Pessoas com Deficiência) em seus estabelecimentos.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Ou mande e-mail para [email protected] com o assunto Login. Sempre de segunda a sexta-feira, das 09h às 12 horas ou das 13h30min às 17h30min.


Leave a Comment