domingo, fevereiro 28Diário online de Braço do Norte

Presidente da Câmara quer resgatar a história de BN

Projeto pretende preservar a história de Braço do Norte, através de um arquivo de fotos, que ficará localizado na Câmara de Vereadores

PERIN abraçou a ideia que partiu do advogado Sandro Volpato

Para relembrar, reunir fatos e preservar o passado, em breve Braço do Norte contará com um acervo fotográfico, na Câmara de Vereadores. O projeto é uma iniciativa do advogado Sandro Volpato, em parceria com o presidente do Legislativo, Jacinto Perin.
Conforme o presidente o objetivo é preservar e manter viva através de imagens a história do município. Perin conta que a principal ferramenta de pesquisa será o próprio morador, que pode enviar fotos e documentos, que depois de digitalizados, voltarão para ele. “Para que esse projeto dê certo vamos precisar da ajuda da população. Por isso, pedimos para que as pessoas que possuem fotos de Braço do Norte que poderão enriquecer o acervo, que nos procurem. Vamos disponibilizar o local, porém esse arquivo será feito por várias mãos”, explica Perin.
Segundo Sandro a ideia é manter essas fotos em um acervo na Câmara de Vereadores, que ficará à disposição da comunidade para visitação. O advogado lembra que Braço do Norte ainda não possui nada que preserve a sua história. “Os moradores mais antigos que conhecem desde o começo, como que se formou essa cidade, já são idosos, então a oportunidade de resgatar esses elementos que fazem parte da nossa cultura, da nossa história é agora, daqui alguns anos, as pessoas que tiveram algum contato, conhecimento, e registros do nosso município, infelizmente já não estarão mais presentes entre nós e se corre o risco de perder essa história”, destaca Sandro. “Não se trata de um simples mural, a fotografia ela é a história viva, muito mais que a história escrita, eu acredito que ela traz muito mais significado para as pessoas do que somente a história contada. Por isso, estamos trabalhando em cima desse projeto”.
Perin revela que a expectativa é que no máximo até outubro desse ano, o acervo esteja pronto. “Claro, que esse é um trabalho que não será feito só nessa gestão, pra ele ficar ainda mais rico, mais produtivo, será importante dar continuidade nos próximos anos. Mas, se tudo ocorrer como estamos planejando, nos próximos meses as pessoas que quiserem saber um pouco mais sobre a história de Braço do Norte, poderão vir na Câmara de Vereadores para visitar o acervo”, comemora o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale