Prefeituras passam a ter autonomia para definir sobre transporte, educação e eventos

Governador de SC, Carlos Moisés, anunciou a autonomia de decisões aos municípios em visita a Joinville

O governador Carlos Moisés anunciou em Joinville, no Norte do Estado na manhã desta quarta-feira, 27 de maio, que os municípios terão autonomia para definir sobre a retomada do transporte, educação e eventos, atividades suspensas em Santa Catarina para conter o avanço da Covid-19. A medida passa a valer a partir da próxima segunda-feira (1º) e é tratada pelo governo como uma divisão de responsabilidade e um tratamento compatível com as particularidades de cada região e municípios.

“Os municípios estarão à frente nessa gestão regionalizada no enfrentamento à Covid-19. O Estado entrega uma ferramenta aos municípios para que, como autoridades sanitárias locais, possam fazer o gerenciamento baseados na ciência, em dados. Assim, podemos ter ações desiguais em regiões e situações desiguais no Estado”, salientou.

O governador ressaltou que cada região poderá avaliar, de acordo com os números disponibilizados pela base de dados do Estado e disponíveis em ferramenta própria, a flexibilização e retomada dos serviços de transporte, educação e eventos. “Todos esses serviços seguem nessa mesma tomada de decisão, que será feita após avaliação da situação de cada município”, disse. Moisés reforçou que cada município tem uma situação particular e, com a descentralização da tomada de decisões, é possível adotar medidas de acordo com a realidade.

Em Braço do Norte, prefeito garante que ação será regional

O prefeito Beto Marcelino, de Braço do Norte, garantiu para a Folha do Vale na manhã desta quinta-feira, 28 de maio, que as ações de retomada destas atividades serão adotadas em conjunto com os prefeitos da região da Amurel (Associação dos Municípios da Região de Laguna). “Não tomarei nenhuma atitude individual. Vamos agir como coletivo. O que definirmos será seguido como ação nos 18 município”, esclareceu Beto, que comandou a entidade até março deste ano.

Ainda não há uma data estipulada para a realização do encontro dos prefeitos, nem mesmo se esta reunião será presencial ou on-line. “Vamos esperar a divulgação oficial da medida por parte do Governo Estadual”, acrescentou.

Apesar de afirmar que irá repassar esta responsabilidade ao município, o governador destacou ainda que essa autonomia permite o endurecimento de ações de acordo com a escalada dos casos e mortes de cada cidade.


Leave a Comment