terça-feira, janeiro 26Diário online de Braço do Norte

Prefeito anuncia que irá estender paralisação do comércio

O prefeito de Braço do Norte, Beto Marcelino, revelou nesta segunda-feira, 23 de março, em primeira mão aos internautas que acompanhavam ao vivo o Programa Fernando Freitas pelo Facebook e pelo Youtube, que irá ampliar os dias de fechamento dos comércios considerados não essenciais neste momento, como forma de conter a disseminação do coronavírus Covid-19.

O decreto municipal assinado da última terça-feira, 17 de março, obriga os estabelecimentos comerciais manterem suas portas fechadas por sete dias. As lojas reabririam na próxima quarta-feira. “Vou aguardar no dia de hoje uma manifestação do Governo do Estado. Mas, não vejo outra alternativa a não ser estender a medida até o final do mês”, disse o chefe do Executivo ao ser questionado sobre a ampliação do prazo de quarentena. “Vamos nos reunir com o Comitê de Gerenciamento e decidir se prorrogaremos por mais uma semana ou mais alguns dias esta medida”, acrescentou.

Uma série de medidas vem sendo adotadas pelos órgãos governamentais em todas as esferas. Como o Covid-19 tem uma fácil e rápida disseminação, o fechamento do comércio e a suspenção das aulas, bem como a circulação em praças e a proibição de acúmulo de pessoas em um mesmo ambiente, contribui para dificultar a transmissão do vírus. “Peço, encarecidamente, que a população permaneça em casa. Só saia de sua residência em caso de estrema necessidade”, acrescentou.

Atualmente, somente farmácias, postos de combustíveis, mercados, supermercados, agropecuárias, padarias e açougues podem manter suas portas abertas em Braço do Norte. Outro decreto expedido na última sexta-feira também institui que as indústrias devem trabalhar com, no máximo, 50% de sua mão de obra e que os funcionários idosos e com alguma doença, devam ter preferência na liberação.

https://youtu.be/kD7ggs5Phyc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale