domingo, março 7Diário online de Braço do Norte

Polícia apreende documentos e computadores da Cerbranorte

Na tarde desta sexta-feira, 15, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na sede da Cerbranorte. Foram recolhidos documentos e computadores

Após sair a decisão do juiz de direito, Lírio Hoffmann Júnior, que determinou a suspensão do processo eleitoral da Cooperativa de Eletricidade de Braço do Norte (Cerbranorte), a Polícia Civil deflagrou na tarde desta sexta-feira, 15, a operação “Curto Circuito”, na sede da cooperativa.

A ação investiga denúncias entregues por membros da Chapa 2 que comprovariam a transferência de medidores, ligações em áreas não abrangidas pelos serviços da Cerbranorte, reativação de unidades consumidores a partir do mês de novembro, cadastros de pessoas que não residem nos municípios de abrangência da Cooperativa, possível compra de votos, serviços realizados por funcionários da Cooperativa em troca de votos e pagamentos de faturas em atraso para que o cooperado possa votar, efetuados por membros da Chapa 1, que busca a permanência na Cerbranorte.

Após mais de três horas, a polícia deixou a cooperativa levando inúmeros documentos e computadores. Conforme o delegado responsável pela operação, Bruno Marinho Martins o caso segue sob investigação. “Recolhemos documentos e computadores, que possivelmente materialize os crimes apurados no inquérito policial. É uma investigação complexa, por isso, ainda não temos previsão de quanto tempo vamos levar na investigação”, explica o delegado.

Segundo Bruno será necessário acionar o IGP para fazer um levantamento completo das unidades dos hardwares. “O inquérito ainda é um pouco preliminar, está apenas no início, então precisamos analisar o conteúdo desses documentos e computadores, para vermos se a realmente existem elementos que levem ao crime”, destaca o delegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale