Orleans rumo ao futuro tecnológico

Termo de cooperação, assinado na noite de terça-feira, formaliza parceria para transformar Orleans num polo de tecnologia

Orleans deu um importante passo rumo ao futuro tecnológico. A Administração Municipal, Universidade Barriga Verde (Unibave) e a multinacional Piql assinaram na noite de terça-feira, 20 de fevereiro, o termo de cooperação técnica que prevê a instalação da empresa na Cidade das Colinas.

O evento lotou o auditório do Unibave e, a partir de agora, inicia a parceria para estabelecer uma base de trabalho para criação de arquivos digitais e posterior armazenamento e para transformar Orleans num polo de tecnologia.

O acordo prevê a cooperação técnica e acadêmica entre as partes com o propósito de conduzir projetos e ações em conjunto, sobretudo na área de tecnologia, em favor do desenvolvimento humano da região. Nesse sentido, o termo beneficiará os acadêmicos do Unibave nas áreas humanas, de tecnologia, gestão e empreendedorismo.

Para o chefe de gabinete da prefeitura de Orleans, Gabriel Bianco, o objetivo da administração municipal em trazer a empresa para a cidade, é o pensamento de Orleans desenvolver um polo tecnológico, no Centro Universitário Barriga Verde – Unibave, dando condições necessárias para fomentar o desenvolvimento econômico sustentável e tecnológico de toda a região. “É possível gerar emprego, renda e qualidade de vida, sem agredir o meio ambiente”, acredita Bianco, que esteve à frente das negociações nos últimos meses.

O prefeito Jorge Koch entende que essa assinatura é um momento especial para a Capital da Cultura: “Talvez estejamos vivendo um momento histórico. Acredito no projeto que passa pela tecnologia, pela informação e pelo polo tecnológico que todos nós lutamos. Orleans agradece”, declara o prefeito que acredita ainda no conhecimento e na transformação que este projeto pode realizar na Cidade das Colinas.

Empresa de tecnologia reconhecida mundialmente

A Piql é uma empresa criada em 2002, com sede em Drammen, na Noruega, que oferece um serviço de preservação de informações de dados em uma rede de parceiros localizados em diversos pontos no globo terrestre.

Com esta solução tecnológica, a iniciativa tem a capacidade de armazenar em formato digital ou “piqlfilm”, informações vitais para história e de documentos ultrasseguros que tem tempo de vida útil de 10 mil anos.

A empresa mantém o Arquivo Ártico Mundial, que é uma caverna a prova de desastres e fora do alcance de ataques cibernéticos, em dos lugares mais geopoliticamente seguros do mundo, o arquipélago ártico de Svalbard, em território norueguês.

O projeto aplica tecnologia de ponta e traz para o Brasil, em especial para Orleans, uma iniciativa de inovação globalmente necessária para segurança documental para as próximas gerações.


Leave a Comment