terça-feira, janeiro 26Diário online de Braço do Norte
robson@mkm.net.br

O que vem pela frente?

Coluna de Robson Kindermann

O que vem pela frente? Sinceramente, eu não sei. Algumas coisas não serão suas. Simplesmente não serão. Desculpa a franqueza nas palavras. Mas outras coisas serão perfeitamente suas, como se fossem desenhadas e programadas para você. Alguns sonhos serão realizados. Algum plano vai dar errado (que esse “plano” seja no singular). Porém terão outros planos que darão certos demais (no plural). Porque a vida é isso. A vida é cheia de idas e vindas e de perdas e ganhos… Errar e se frustrar é parte constante de qualquer caminhada. Desejo, sinceramente maturidade. Depois de um tempo, quem tem maturidade, tem tudo.


Muitas conquistas só aconteceram com maturidade, quando você teve maturidade para consegui-las. Muitas vezes, conquistamos algo e não temos maturidade de fazê-la durar, de cuidar. Então, aparecem outras coisas que não parecem que eram para ser. É lindo quando entendemos a nossa força. Não dá pra forçar o tempo das coisas. Entretanto, que a gente aprenda a respeitar nosso tempo e entenda que tudo tem um tempo certo para acontecer. Às vezes me assusta ver tudo dando certo. Tive sorte de levantar e quebrar o gelo que tentava me fazer acreditar que a vida é fria e sem graça. É um processo lento, e talvez nem tenha acabado. Na verdade, eu me assusto um pouco quando estão dando muito certo.
Com o tempo, com passar dos anos, quando as coisas acontecem e surgem em nossas vidas, logo vem o sentimento que aconteceram no tempo certo. Um ano antes não seria bom e dois anos depois parecia ser tarde demais. Maturidade é também entender que tem um tempo certo de fluir e acontecer. Se você deseja e quer muito vai precisar regar, cuidar, colocar amor e, mais que isso, paciência. O tempo é a alma do negócio. Hoje, eu sei que não dá pra forçar as coisas, não dá pra forçar o tempo das coisas. Tudo tem seu tempo certo, insisto. Um minuto antes não daria certo, dois minutos depois parece ser tarde demais. Cada um de nós tem seu próprio tempo. Aprenda a fechar algumas portas ou você nunca vai conseguir caminhar para outros lugares. A superação começa quando você parar de cutucar as feridas.


Muita coisa aconteceu na vida de muita gente no ano anterior. É quando percebermos que não precisamos de várias coisas. O que queremos é liberdade. Um dos momentos mais importantes da vida é quando você se torna a pessoa certa para si mesmo. Não estou dizendo que a gente tem que ficar distante das pessoas, esfriar o coração, não querer boas companhias ou se fechar para as relações. Nada disso. É gostoso estar em boa companhia. Isso é inegável. É gostoso ser uma boa companhia. Temos novos 365 dias para descobrir quem eu sou. Permita-se… Redescubra-se… Reinvente-se…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale