O Brasil encolhe. Retração já era aguardada

Confira na coluna de empreendedorismo de Michell Sombrio

O PIB do Brasil encolheu 1,5% conforme divulgado hoje pelo IBGE, uma retração do PIB já era esperada por conta da pandemia. O setor de serviços no país representa 74% do nosso PIB, o encolhimento de 1,6% nesse setor ajudou a puxar ainda mais o índice.

Vale lembrar que estamos falando do primeiro trimestre, sendo que a pandemia teve seu início em março, então o reflexo maior será no próximo trimestre. A projeção é de um tombo de quase 6% de queda, se isso acontecer vamos ter sérios problemas na economia.

Autonomia

O Governo de Santa Catarina delegou aos municípios a decisão das suas medidas contra o coronavírus. Quem decide o que fazer agora são os prefeitos. Antes os prefeitos não podiam “aliviar” as decisões restritivas impostas pelo governador e muitos prefeitos utilizavam esta desculpa para não ficar com sua imagem arranhada com alguns setores, pois queriam ganhar méritos pelos acertos e jogar a culpa dos erros no governo. Agora a decisão ficará a critério de cada gestor, se a economia anda ou não, se o contágio aumenta ou não, todas as ações deverão ser bem pensadas para não virar um estado sem lei.

Golpe

A Receita Federal alerta para um golpe que vem acontecendo em todo país. Pessoas se dizem ligadas a escritórios que conseguem diminuir ou zerar débitos fiscais, os famosos créditos fiscais. Essas pessoas entram em contato com as empresas e oferecem os serviços que contam com ferramentas tecnológicas para rever os valores de débitos fiscais e vender esses créditos. Após o empresário contratar o serviço eles pedem acesso a todas as chaves de acesso e assinatura digital da empresa, desta forma eles passam a representar elas na Receita Federal. Com um contrato de prestação de serviço assinado o grupo recebe um percentual da dívida que deverá ser quitada eles iniciam todo procedimento. Como as informações chegam para o grupo e o empresário não fica sabendo de nada, após dois anos de muita enrolação é que o empresário descubra que foi enrolado, continua com a dívida e perdeu dinheiro com os malandros.

Mais de 1000 empresas já foram lesadas, e no meio desta crise o empresário tenta se agarrar em todas as possibilidades para aliviar o prejuízo, então é nestes momentos que o grupo consegue atingir um número maior de vítimas. Cuidado com soluções milagrosas, qualquer dúvida fale com seu contador ou diretamente com a Receita federal.


Leave a Comment