domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte

MDB e PL

Coluna de Fernando Sombrio

Agora sim, aquilo que já era esperado por muitos, e também duvidado por muitos aconteceu. Em convenção, o MDB oficializou a candidatura de Ibanês Lembeck, o “Iba”, para prefeito, com Benício Warmeling de vice. Aconteceu a tão comentada coligação entre os partidos, que na verdade já caminham juntos há oito anos. Vale lembrar que o PL teve dois secretários no governo emedebista nos dois últimos mandatos. O deputado estadual Volnei Weber, logo de início, já frisou que o vereador Benício Warmeling seria o vice. Não há coligação para vereadores, mas os referidos partidos juntos, terão 23 nomes nas urnas almejando o Legislativo Municipal, 13 do MDB e dez do PL.

PP, PSD e PSL

O adversário do atual governo é PP, PSD e PSL. Desde o início das discussões mais acaloradas no campo política, que aliás demoraram muito para acontecer, o vereador Lucas Peters “bateu o martelo” e disse que era o pré-candidato a prefeito. Existiram várias possibilidades. O nome de Lico Buss (PSL) foi muito comentado, virou matéria jornalística, mas realmente foi Peters quem insistiu na disputa. A escolha do vice também passou por alguns nomes, Domingos Becker (PP), José Parolin (PP), Pedro Borges (PSD) e outros. O professor de dança Pedro Borges (PSD), que também é caminhoneiro, foi o escolhido. Os dois partidos terão entre 5 e 6 candidatos a vereador de cada. O PSD terá cinco candidatos à vereança se indicar o vice ou, 6 se não indicar, já o PP terá três homens e três mulheres. O PSL não realizou Convenção, mas apoiará a chapa.

Isonomia

Tive a honra de participar de três Convenções Municipais, como profissional. Onde prestei um trabalho de suporte técnico para as reuniões online do PL, MDB e PSD. Fico feliz por representar confiança aos presidentes de ambos partidos, mesmo em lados opostos. Tenho hoje uma preferência política, a qual prefiro não manifestar aqui, mas consigo ter uma boa relação, de respeito, de confiança, com todos os partidos sãoludgerenses, pois posso garantir que sempre fui verdadeiro nos meus posicionamentos políticos e opinei, inclusive com críticas, a qualquer que fosse o partido mandatário da maioria das cadeiras no Legislativo ou na Administração Municipal. O deputado Volnei Weber, ou qualquer presidente de Câmara nos últimos seis anos, podem confirmar isso para mim. O que desejo com essa declaração? É um alerta a população, que agora vai começar um jogo que muitas vezes é traiçoeiro e desanimador. Só um exemplo: na última eleição fui vítima de um boato interno que viria a me prejudicar profissionalmente e me senti muito mal, mas dessa vez estou preparado, pois a política verdadeira é para quem tem estômago, e claro, consciência limpa para andar de cabeça erguida pela cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale