terça-feira, janeiro 26Diário online de Braço do Norte

Maradona é a segunda vítima do novo coronavírus de BN

Rafael Boeing Silvano, 37 anos, empresário do ramo de equipamentos para alimentação de Braço do Norte, não resistiu e faleceu na noite de sábado, 18 de abril no Hospital Nossa Senhora da Conceição de Tubarão. “Maradona”, como era conhecido, é a segunda vítima do Covid-19 do município. Ele contraiu a doença há mais de 30 dias. Desde 26 de março estava internado na Unidade de Terapia Intensiva.

Rafael começou a tossir na quarta-feira, 18 de março. Ela se agravou para uma febre na sexta-feira, 20. Como ele estava sentindo falta de ar, fizeram uns exames no Hospital Santa Teresinha. “Apesar da febre dele ser bem alta, atendiam e mandavam para casa. Até que, na madrugada de domingo (22), para segunda-feira, ele se sentiu mal, com falta de ar, e chamaram o Samu. Levaram ele direto para o Hospital de Braço do Norte”, recorda Caroline Boeing Silvano, irmã de Rafael. Três dias depois, ele foi transferido para o Hospital de Tubarão.

Maradona era casado com Roberta Borges Bernardo Silvano e pai de dois filhos, um deles tem apenas três anos. Rafael não tinha nenhuma comorbidade, não fumava e não usava nenhuma medicação contínua.

A primeira vítima a falecer do coronavírus de Braço do Norte foi Maria Joana Pra, a “Dona Joaninha”, 84 anos, moradora do Rio Bonito. Ela também estava internada em Tubarão, na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, há 18 dias entubada e sedada. Veio a falecer a 1h15min da madrugada da última terça-feira, 14 de abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale