domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte

Lojas abrem em horário especial para o Dia das Mães

Mesmo com queda nas vendas, lojistas estão satisfeitos com o volume das vendas

As vendas de presentes para o Dia das Mães deve ser 10% menor em relação ao mesmo período de 2019 em Braço do Norte. A projeção feita pela reportagem da Folha do Vale apurou ainda uma queda de 25% no valor do tíquete médio, ou seja, no preço que os filhos estão dispostos a pagar pelos presentes.

No levantamento realizado pela reportagem no comércio local apurou que o presente para as mães este ano ficará em torno de R$ 100,00. Apesar da queda os lojistas estão satisfeitos, pois esperavam uma retração ainda maior. “Percebi que muitos clientes anteciparam as compras para evitar acúmulo nesta sexta e sábado na loja”, lembra Ivete Cavalheiro, que tem uma boutique especializada em moda feminina. “O frio ajudou bastante. Não só pelo Dia das Mães, mas a procura por roupas pesadas se intensificou esta semana”, acrescenta Rodrigo Dentro, proprietário de um tradicional magazine.

Ambos os lojistas esperavam um período mais difícil. “Viemos de dois meses que ficamos, praticamente, com as portas fechadas. As vendas para o Dia das Mães, tradicionalmente, aquecem o comércio. Este ano, com a chegada desta frente fria, intensificaram as vendas”, explica Rodrigo, otimista. “Apesar de estarem sendo vendidas as roupas usadas no dia a dia, para o trabalho, por exemplo, elas estão tendo uma boa procura”. Mesma opinião tem Ivete. “Acredito apesar das vendas ficaram abaixo de 2019, não deve ser uma queda tão brusca, felizmente”, aponta a retomada das vendas. Se por um lado das roupas para festas estão encalhadas, o setor de cama, mesa e banho comemora. “Estamos vendendo bem a linha para casa”, reforça Rodrigo.

A opção de presentes para a data deve voltar aos tradicionais itens para a data, também resgatando perfis identificados em anos anteriores. De acordo com a consulta, vestuários (26,89%), calçados (15,13%) e joias (13,45%) serão os mais procurados. Outros produtos de maior valor agregado, devem ter menos procura. Nesta lista estão, por exemplo, smartphones (4,2%) e eletrodomésticos (2,52%).

Com o objetivo de impulsionar as vendas, a maior estratégia utilizada pelos lojistas está sendo o delivery, com a entrega na casa do cliente, evitando o deslocamento até a loja, adotado por 75% dos entrevistados.

Para garantir o presente para o Dia da Mães a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Braço do Norte facultou a abertura das lojas nesta sexta-feira, 8 de maio, até às 20 horas e no sábado, dia 9, até às 17 horas, com a opção de manter aberta as portas ao meio dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale