segunda-feira, março 8Diário online de Braço do Norte

Hora de revelar os mais lembrados

Mais de 80 tops, receberão o troféu Top de Mídia – Valmir Meurer Izidorio, nesta sexta-feira, 03 de maio, em Braço do Norte

É nesta sexta-feira, 03 de maio, o dia que os braçonortenses e a região conhecerão os ganhadores do Top de Mídia, troféu Valmir Meurer Izidorio. Os nomes de destaques serão reconhecidos em “Uma Noite na Inglaterra”, recheada de atrações e surpresas, no Clube Cruzeiro. O evento, que está na sua 13ª edição, inicia pontualmente às 20 horas.

A noite será cercada de momentos especiais, entre eles, a apresentação da palestra “A influência do estado emocional nos nossos resultados”, proferida pelo coach Rogério Meurer. Logo após, inicia a entrega do Top de Mídia, para os mais lembrados de 2018 e homenagens especiais. Três participações marcam o evento deste ano e recebem o Top por divulgarem o nome de Santa Catarina no Brasil e no mundo. A braçonortense, Rita Bruning que participou do programa MasterChef Brasil, da Band, o apresentador e deputado federal Hélio Costa e o garoto Diogo Mello, que encantou o Brasil cantando Beatles recebem nesta sexta-feira, o troféu Top de Mídia.
Os Tops e seus convidados ainda serão presenteados com um show do “The Beetles”, cover argentino dos Beatles. A noite ainda contará com a animação do Grupo Dallas.

Top de Mídia reconhece trabalho de advogado em BN
Valmir começou aos sete anos como engraxate e hoje comanda escritório que atende todo o Brasil

O prêmio Top de Mídia que será entregue nesta noite de sexta-feira aos mais lembrados de 2018 presta uma homenagem aos 25 anos de atividades do advogado Valmir Meurer Izidorio.

O profissional que nasceu em família humilde, aos sete anos começou a engraxar sapatos e vender torradinhas, para auxiliar no orçamento da casa, atividade que largou aos 13 anos. Algum tempo se transformou em balconista, formou-se técnico em contabilidade, trabalhou durante onze anos no Fórum, chegando a chefe do Cartório Eleitoral. Cursou durante três anos a faculdade de Ciências Contábeis, posteriormente optando por outro curso, pela antiga FESC, hoje Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).
Em 1993, aos 30 anos, formou-se bacharel em Direito. Porém, durante a formação acadêmica, Valmir, já realizava trabalhos como estagiário, pra alguns advogados de Braço do Norte e região, com ênfase na área previdenciária. Como advogado, iniciou suas atividades no município de Braço do Norte, em dezembro de 1993, voltado especialmente para as áreas de Direito Previdenciário, Civil e Criminal. “Tenho que reconhecer o apoio que recebi da minha esposa Andreia, que era minha secretária, cuidava da casa e ainda dos filhos. Uma grande companheira”, acrescenta o carinho que sempre teve.
Pouco tempo depois concluiu a pós-graduação em Direito Tributário, pela fundação Getúlio Vargas, de Florianópolis e Direito Previdenciário no CESUSC, também na capital catarinense. Possui inúmeros cursos realizados, principalmente, pela Escola Superior de Advocacia. “Tive, recentemente, minha tese de doutorado aprovada pela Universidad del Museo Social, na Argentina”, acrescenta Valmir, que nunca deixou de se atualizar.
Com o passar dos anos e com a crescente referência no mercado do Direito Previdenciário, passou a se dedicar enfaticamente a esta área do direito, o que faz até a presente data. Diante da necessidade de se buscar outras regiões e horizontes de atuação e principalmente pelo fato de que o Direito previdenciário não é exercido em todo o País, passou então, atuar em outras regiões.
“Desde 2005 atuamos em todos os Estados, inclusive com outras teses e outras áreas. Hoje nos orgulhamos de milhares de processos em todos os Estados do Brasil”, revela. A necessidade de crescer e desvincular o escritório somente de seu nome, fez com que iniciasse uma parceria com os também advogados, Maicon Schmoeller Fernandes e Lucas Ferreira, seus genros e com a filha mais velha Thainã Izidorio. Formaram assim a Meurer, Izidorio, Fernandes & Ferreira – Advogados.
Quando questionado sobre o seu futuro na advocacia e como vê o mercado, Valmir responde objetivamente. “Somente hoje, entrei em contato com dez advogados de diversos Estados. Não paramos um dia ou um minuto de buscarmos novidades. Só isso é prova de que não penso em parar tão cedo”, acrescenta.

Orgulho de Braço do Norte será reconhecida
Braçonortense Rita Bruning que participou do MasterChef, da Band, será uma das homenageadas especiais do Top de Mídia

Uma das homenagens especiais do Top de Mídia de Braço do Norte, será concedida à cirurgiã-dentista Rita Bruning, por levar o nome de Braço do Norte para todo o País. A braçonortense participou do programa MasterChef Brasil, da Band, ano passado e conquistou o oitavo lugar. Além disso, Rita realiza um projeto social, chamado “Batata Roxa”, que auxilia jovens carentes para que por meio da gastronomia possam alcançar um lugar no mercado de trabalho.

Atualmente, Rita mora com a família em Florianópolis. É filha de pai alemão, Afonso Bruning, e mãe portuguesa, Maria Cardoso Bruning, que hoje moram no bairro Rio Bonito. A braçonortense morou, quando criança, na comunidade de Rio Santo Antônio em uma família de 12 irmãos. Passou a infância em um sítio sem luz elétrica onde acordava cedo para tirar leite de vaca, colher frutas e ajudar na lavoura.
Rita é cirurgiã dentista, carreira que exerce há 30 anos, porém sempre gostou de cozinhar. Ao logo de 15 anos estudou e realizou alguns cursos de gastronomia. A braçonortense apaixonada pela leitura, conta que já adquiriu mais de 100 livros de culinária. Em março de 2018, Rita foi selecionada para participar do programa MasterChef. “De tanto as pessoas falarem que gostavam da comida que eu fazia, minha filha Lanna decidiu me inscrever no Masterchef. Fiz várias provas e fiquei entre os 21 selecionados para participar do programa. Na classificação geral, fiquei em oitavo lugar, foi uma experiência ímpar, porém bastante tensa também. Conheci muitas pessoas legais e chefs maravilhosos em São Paulo”, recorda Rita.
Apesar de não chegar na final do programa, a braçonortense revela que sua participação no programa rendeu bons frutos, lhe deu visibilidade para fundar um projeto social, chamado “Batata Roxa”. “Como já tenho uma profissão resolvi usar os conhecimentos gastronômicos que adquiri para ajudar pessoas que precisam, através de eventos beneficentes e aulas de gastronomia para pessoas carentes que querem aprender a cozinhar para que possam conseguir emprego na área”, destaca Rita, que através do projeto também realiza campanhas de doação de materiais escolares, cestas básicas e roupas para comunidades carentes da grande Florianópolis.

Projeto precisa de patrocinadores
Atualmente os voluntários do projeto estão atuando na comunidade Frei Damião, maior favela de Santa Catarina. Porém, para manter o projeto, a braçonortense que patrocina 80% das despesas, precisa de ajuda. “Temos encontrado muitas dificuldades em encontrar patrocinadores que nos ajudem e sejam parceiros nesse projeto. Muitas as vezes precisamos de insumos nas preparações dos eventos e também terceirizar serviços, contratar pessoas para trabalharem nos eventos beneficentes e para isso precisamos de patrocinadores”, ressalta Rita. “Quem tiver interesse em contribuir e conhecer mais o projeto pode entrar em contato comigo, pelo telefone 9 9911-5050”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale