GP decreta situação de emergência

Decreto assinado na tarde de sexta-feira, 18, prevê a contratação de serviços para recuperação das áreas afetadas pela chuva, em um prazo máximo de 180 dias

A prefeitura de Grão-Pará decretou situação de emergência na tarde da última sexta-feira, 18 de janeiro, por conta dos estragos causados pela forte chuva ocorrida no sábado, 12.
Após o temporal, estradas municipais ficaram danificadas, pontes destruídas, houve ainda desmoronamentos na Rodovia Estadual SC-370 entre a cidade de Grão-Pará e a Serra do Corvo Branco. Além disso, quatro pontes na divisa entre os municípios de Grão-Pará e Rio Fortuna ficaram destruídas. Com o decreto, o Município pode dispensar licitação para compra de materiais e a realização de obras que vão servir para consertar os estragos, desde que sejam concluídas no prazo máximo de 180 dias ininterruptos e sem a possibilidade de prolongamento dos contratos.
Segundo o prefeito Márcio Borba Blasius, essa foi uma das maiores enxurradas registrada no Município nos últimos dez anos. Os prejuízos com os estragos de acordo com o prefeito chegam a quase R$ 5 milhões. “Infelizmente a forte chuva deixou inúmeros estragos para o nosso município. Tivemos bastante estradas danificadas, principalmente no interior de Grão-Pará, o interior de Aiurê foi uma das localidades que sofreu muito com as enxurradas, muitas barreiras, pontes e tubulações foram arrancadas. Por isso, em parceria com a Defesa Civil decretamos situação de emergência”, destaca o prefeito. “A recuperação das estradas, dos locais onde foram danificados já está sendo realizada. No entanto das pontes, estamos organizando toda a documentação necessária para conseguirmos recursos do Estado”, explica Marcio.


Leave a Comment