quinta-feira, janeiro 21Diário online de Braço do Norte
Aline Patel Tramontin | aline31644@gmail.com

Futuro

Coluna de Aline Patel Tramontin

Sábio aquele que dividiu o tempo em anos, dentro dele meses, semanas, dias… A todo término de ciclo, esperanças se renovam, planos são refeitos, o otimismo renasce. E assim deve ser.


Falar de futuro após um ano tão cheio de surpresas negativas é difícil. Vários questionamentos aparecem em nossa mente: quantas mudanças já ocorreram nesses últimos meses? Quais ainda virão? Conseguiremos nos adaptar por mais quanto tempo? O que nos espera o futuro?
Independente das respostas e crenças de cada um, algo certo é que o novo ano está para começar. E entre escolher suposições negativas ou acreditar num futuro melhor, devemos optar pelo último. Ensinar nossos filhos a viver com otimismo. Não me refiro a fechar os olhos para o que acontece. Mas, sim, ensiná-los a serem resilientes, persistentes, terem autoconfiança, ainda que tudo isso seja abalado muitas vezes durante a vida.


Devemos relembrar as pequenas alegrias do dia, e, em uma visão ampla, as mudanças positivas que ocorreram em nossa sociedade. Quanto a medicina já avançou no quesito saúde física e mental? Nos cuidados com as crianças? Está longe de ser perfeito? Sim. Mas estão nas nossas mãos, como sempre estiveram, e na educação que damos aos nossos filhos, as ferramentas para pequenas e grandes conquistas. Precisamos acreditar e ensiná-los a fazer o mesmo. Acreditar e agir. O mundo já passou por muitos desafios, tal como guerras mundiais, guerras civis, pandemias. Conseguimos evoluir e continuamos aqui.


Estamos aqui por conta do otimismo. Estamos aqui porque pessoas se amaram e acreditaram. O futuro só existe por conta dos otimistas, dos que sonham e planejam.

Nós, pais, temos a missão de transformar a humanidade por meio dos ensinamentos que passamos aos nossos filhos. Fazemos parte de uma grande família universal, a chamada Fraternidade. Devemos passar lições de amor ao próximo, menos egoísmo, responsabilidade pelo próximo. Somos responsáveis um pelos outros. Devemos manifestar nosso amor aos que amamos, abraçá-los, beijá-los, exprimir em palavras. Sermos gratos.
O mundo que vamos deixar para nossos filhos depende dos filhos que vamos deixar para este mundo.

Dicas de Filmes:

Divertidamente (2015) A animação se tornou um clássico quando o tema é desenvolvimento emocional. Uma das principais lições: os sentimentos importam.

Matilda (1996) – O filme conta a história de uma menina esperta que encontrou nos livros um refúgio para o descaso da família. A menina. É simplesmente adorável!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale