Frigoríficos em alerta

Proprietário da rede Líder Atacadista, empresário José Carlos Esser, o “Cau”, encontrou esta semana, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, o governador Carlos Moisés e aproveitou para alertá-lo sobre o que vem acontecendo com os pequenos frigoríficos da região. O aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 7% para 12% causa grande impacto na economia e as empresas começam a ter dificuldade na parte de venda e custo. Desde o dia 1º de agosto, diversos produtos e serviços tiveram aumento de preços em Santa Catarina porque passaram a vigorar alíquotas mais altas do ICMS. A medida trouxe impacto na economia catarinense, com o aumento dos custos de produção de grãos, leite e carne, a redução da produtividade média e a perda da competitividade dos produtos agrícolas catarinenses nos mercados nacional e internacional. A maioria dos Estados brasileiros mantém a isenção de impostos – especialmente o Paraná e Rio Grande do Sul – o que deixa o produto catarinense em desvantagem no mercado. O governador disse que iria conversar com o secretário da Fazenda, Paulo Eli. Não achava que o impacto seria tão significativo para os pequenos e médios frigoríficos, já que os grande possuem índices diferenciados, pois exportam a maioria do seus produtos.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Ou mande e-mail para [email protected] com o assunto Login. Sempre de segunda a sexta-feira, das 09h às 12 horas ou das 13h30min às 17h30min.


Leave a Comment