quarta-feira, janeiro 27Diário online de Braço do Norte

Família

Artigo de Robson K Sombrio

Família, pra mim, sempre teve importância. Meu pai e a minha mãe consideravam muito, ainda considero. Eram raiz, com sol, com sombra, com chuva, com tempestades, ou seja, estavam ali. Eu, menino quieto e intrometido. Fui o caçula da casa. Eu adorava os almoços lá no tio Edilson e na tia Graça. Lá estavam pai, mãe, tio, tia, primos e primas. Aquilo me dava a extraordinária sensação de proteção e pertença.

E tudo se refletia num grande espelho diante da mesa. Então não é à toa que gosto de sentir e ver laços familiares – as conversas, as posturas. Brincávamos e depois sentávamos a mesa. Eu e o meu irmão e o meu primo jogávamos muito futebol dentro de casa, muito, era divertido. Como era.

Com meu pai aprendi que as palavras podem ser plumas ou punhais. E as palavras significam muito mais do que aquilo que expressam. E que uma entonação muda o sentido de amoroso para crítico.

Talvez tenha sorte de tenha nascido numa família assim, amorosa. Família pra mim sempre foi motivo de felicidades. Somos uma família de palavras, e cada família tem um lugar especial, importam suas semelhanças, mais que contradições, e legal quando reinam os encontros, mais do que ausências.

E na família que a gente percebe que uma dor pode ser curada com a palavra certa, um encontro pode virar momentos de alegrias. Esse berço, esse colo ou esse texto pode ter o título de família.

Família pode magoar, irritar e salvar, se tivermos sorte de nascer num grupo amoroso.

Nas horas mais escuras essa turma pode nos impedir de caímos no alçapão mais pra baixo do poço.

Nada como escrever e jogar conversa fora com quem te ama. Nada como lembrar brincadeiras infantis entre primos, carinho dos pais, carinho dos tios. Não sei onde foi parar aquela velha poltrona do avô, que brincávamos de balanço.

Família e imortalizar momentos felizes, risos, lágrimas, esperas, encontros, perdas (temporárias).

Robson Kindermann Sombrio

Psicólogo CRP 12/05587

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale