Edição 1603 – 23 de agosto

Sem medo de fazer o certo

O prefeito Beto Marcelino (PSD), na última terça-feira, mostrou para os conselheiros do DEL (Desenvolvimento Econômico Local) e para sua equipe de trabelho, que não está fazendo política para agradar o eleitor e não teme ser mal interpretado. Há um ano da próxima eleição, lança na rua dois assuntos que podem impactar em sua possível candidatura à reeleição.
Uma delas é a escolha do local onde será instalado o novo Centro Administrativo. Sabe que há interesses empresariais por trás de cada doação oferecida. Até porque, como dia o ditado: “não existe almoço grátis”, todos que oferecem algum imóvel, querem valorizar a área em que será instalado o novo prédio. Ao contentar um, pode desagradar muitos. E o que seria uma decisão simples, pode virar uma disputa entre localidades. Para resolver este impasse, Beto garante que será baseado em parecer técnico. As premissas foram levantadas pelo grupo e a área que melhor se enquadrar nelas, será a escolhida. Assim, o prefeito considera-se blindado de qualquer represália.
Outro ponto, que vai mexer com os ânimos, será o geo-referenciamento, uma espécie de recadastramento imobiliário de toda a cidade que será iniciado, se possível, ainda este ano. Desatualizado desde 2003, o cadastro serve como base, por exemplo, do cálculo do IPTU. A atualização será feita gradativamente e, acredita Beto, sem causar grandes impactos financeiros ao consumidor. É uma ação necessária, pois a Prefeitura está há mais de 15 anos sem um levantamento atualizado e pode ser, a qualquer momento, penalizada por omissão. Esta medida mexe com o bolso de boa parte dos moradores, que ampliaram ou construíram nova edificação e não atualizaram sua planta na Prefeitura. Portanto, pagarão mais impostos.
Beto faz o que outros prefeitos se omitiram em Braço do Norte por medo da opinião pública. O certo não deve ser temido.

Capital da Cultura

Na tarde da última terça-feira, o prefeito de Orleans, Jorge Koch (MDB), chefiou a comitiva que esteve na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), apresentando o Memorial Cultural de Orleans ao parlamento catarinense, bem como convidando os deputados para a Festa Cultural em comemoração aos 106 anos do município e o Terceiro Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico, entre 30 de agosto e 1 de setembro.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Ou mande e-mail para [email protected] com o assunto Login. Sempre de segunda a sexta-feira, das 09h às 12 horas ou das 13h30min às 17h30min.


Leave a Comment