sexta-feira, janeiro 15Diário online de Braço do Norte

Edição 04/12/2018

Desserviço

O circo chegou em Braço do Norte e com ele muita dor de cabeça aos moradores. A bagunça começou no dia da estreia. Se achando donos da cidade, os integrantes do circo decidiram realizar uma carreata, com buzinaço, em plena quinta-feira, durante o horário comercial. Sete carretas e três carros de som faziam parte do desfile para chamar a atenção dos moradores a qualquer preço. Já na sexta-feira, o fiasco foi ainda maior. Durante a madrugada, funcionários do circo se envolveram em uma briga generalizada em plena Praça Padre Roer. Sobrou até para o prefeito Beto Kuerten Marcelino, que passava com a esposa pelo local, e, percebendo a arruaça, com destruição da decoração natalina, interviu. No dia seguinte, o próprio prefeito foi ao circo solicitar o reparo do prejuízo causado pela confusão. Toda manifestação cultural é bem-vinda a Braço do Norte, mas que não prejudique ninguém.

 

Carro de som

O uso carro de som em Braço do Norte é regrado por uma lei há quase 15 anos. Para funcionarem, os veículos não podem circular a certa distância de órgãos públicos, como Prefeitura, Câmara de Vereadores, Fórum, escolas e postos de saúde, além de terem horário para funcionamento e limite de altura para o som. Talvez por não saber disso, o circo desfilava, praticamente o dia todo e com volume acentuado pela cidade, até ser notificado, na tarde de ontem, pelo fiscal da Prefeitura.

 

Nova etapa

Braço do Norte, ao lado de Fraiburgo, Taió, Tijucas, Schroeder e Campos Novos, são as seis cidades selecionadas pela Federação Catarinense da Indústria e do Comércio, consideradas aptas a receberem a segunda etapa do DEL (Desenvolvimento Econômico Local). Atualmente, 22 municípios de Santa Catarina já implantaram a metodologia de desenvolvimento adotada por municípios alemães. Destas, algumas mostraram forte aceitação e resolutividade de seus problemas. A próxima etapa prevê a definição das competências do município, ou seja, no que quer focar para seu desenvolvimento, bem como criar mecanismos para acompanhar, o mais rápido possível, dados estatísticos em diversas áreas. Por fim, promover de forma eficaz estes seus talentos elencados. Braço do Norte é conhecido por sua diversidade econômica. Tanto da indústria, quanto da agricultura.

 

Transparência

A Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Braço do Norte repassaram mais de R$ 260 mil para o Hospital Santa Teresinha na manhã desta segunda-feira. Com este repasse, o município soma em 2018 exatos R$ 2,1 milhões destinados ao único Hospital da cidade. É bom lembrar que o Santa Teresinha recebe mensalmente R$ 100 mil da Cerbranorte. Onde e como é gasto este dinheiro pode ser acompanhado pela internet através do Portal de transparência: transparencia.hospitalsantateresinha.org.br/

 

Números

O Portal de Transparência do Hospital Santa Teresinha registra até julho deste ano o nascimento de 416 crianças em sua maternidade. Destas, 230 bebes são de Braço do Norte, os demais de municípios circunvizinhos. No ano passado, 633 crianças vieram à luz no hospital, sendo que, destes, 343 eram braçonortenses natos.

 

Pensamento do Bambi

Estou quase morando sozinho. Só falta a minha família se mudar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale