Dia Mundial da Segurança do Paciente, 17 de setembro

A segurança dos pacientes e de todos os profissionais que trabalham na área da saúde é fundamental para as melhorias, tanto da saúde individual, quanto da coletiva, fortalecendo assim, todo o sistema de saúde do país. Diante dessa importância, a Organização Mundial da Saúde definiu ser, anualmente, o dia 17 de setembro, como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Data muito respeitada e implementada diariamente, pela Pró-Vida, em Tubarão.

“Para reforço o engajamento dos colaboradores e médicos, a Clínica, possui um Núcleo de Segurança do Paciente (NSP). Grupo que acompanha a efetividade das ações de segurança, através de indicadores e auditorias que mensuram a adesão a protocolos de segurança, além de realizar pesquisa de cultura de segurança”, destaca a gestora de qualidade e segurança, Camila Krobel.

A colaboradora ressalta que neste mês, o núcleo promove uma campanha sobre o tema, com foco nas seis metas internacionais de segurança do paciente. Além de ações educativas, eles também participam de um “quiz” sobre o assunto. O objetivo dessas ações é fortalecer todas as metas de segurança e avaliar como está o conhecimento dos envolvidos frente a este tema. Metas que norteiam todos os protocolos de segurança do paciente, já implantados na instituição, com a cultura de prestar uma assistência de qualidade e segura.

O NSP da Pró-Vida é composto por uma equipe multiprofissional composta por enfermeiras, farmacêutica, técnicas de enfermagem e gestora de qualidade. A Clínica trabalha com os seis protocolos de segurança do paciente, além de protocolos clínicos e assistenciais que ajudam a promover a segurança do paciente e contribuir para a evolução na excelência do atendimento.

Formam o Núcleo de Segurança do Paciente as colaboradoras Kellen, Kassiane, Bruna, Samara, Camila, Darlene, Mariana e Helena (esquerda para direita)

As 6 Metas Internacionais de Segurança do Paciente/Cliente:

1: Identificar corretamente dos pacientes.

2: Comunicação efetiva.

3: Melhorar a segurança dos medicamentos de alta vigilância.

4:  Cirurgia Segura.

5: Redução do o risco de infecções associadas aos cuidados em saúde.

6: Prevenção de danos decorrentes de quedas.


Leave a Comment