Denúncias são arquivadas

O Ministério Público de Santa Catarina acaba de arquivar três denúncias anônimas feitas à Promotoria de Justiça Estadual de integrantes da Administração Municipal de Braço do Norte. A primeira contra a atual secretária de Educação, Nívia Willemann, que estaria acumulando cargos públicos. Ficou provado que a educadora solicitou a diminuição de sua carga-horária para assumir a função comissionada, e as demais ocupações são em horários noturnos, que não coincidem com as ocupações na Secretaria. Já os servidores Ramon Beza e Vando Ceolin, denunciados por suposta licença irregular, comprovaram, com farta documentação, que estavam em período regular de férias. Outra denúncia, esta mais cômica, era que o prefeito Beto Marcelino estaria usando suas “apresentações artísticas” durante as comemorações da semana do município e o Carnaval para autopromoção com o dinheiro público. A Promotoria de Justiça diz que “a apresentação do prefeito e de seus secretários não passou de um ato de diversão, inexistindo conotação política ou objetivo aparente de favorecimento da figura do gestor público”.


Leave a Comment