terça-feira, janeiro 26Diário online de Braço do Norte

Dengue: calor e chuva aumentam riscos

Ano de 2020 começou com 97 cidades de SC infestadas pelo Aedes aegypti

Vigilância Epidemiológica alerta para a necessidade de redobrar os cuidados

O aumento do calor e das chuvas contribui para a formação do cenário ideal para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como dengue, zika e chikungunya. Segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, o ano de 2020 começou com 97 municípios catarinenses considerados infestados pelo inseto.
“É necessário eliminar os locais que possam acumular água. Se a gente os mantiver, mantém também as condições para o mosquito se reproduzir. O ideal é olhar de pequenos a grandes depósitos, de pratinhos de plantas e recipientes que podem ser descartados, a pneus velhos, calhas e caixas d´água. É importante ter atenção dentro de casa: manter limpos locais como os vasinhos de planta e o depósito da geladeira”, salienta o gerente de zoonoses da Vigilância Epidemiológica do Estado, João Fuck. “É preciso redobrar os cuidados”, salienta.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale