Deixe partir

Por Robson Kindermann Sombrio

São 2h15min da manhã. O sono não vem. Os pensamentos fluem como música. Um conhecido meu diz que o que deseja para valer é esquecer a mulher que o deixou. Diz que seu maior pedido era não pensar mais na separação, na pessoa que se foi. Em silêncio, diz que ora a Deus pedindo para esquecer e seguir seus dias sem a presença da ex-mulher em seus pensamentos. Assim, pensei, muita gente precisa sepultar os castelos que já caíram, as sementes que não crescem mais, as despedidas que se concretizam. Com ou sem o nosso consentimento, muita coisa morre em nossa vida. E é preciso força e lucidez para deixar ir. Para aceitar o fim de uma estação e o início de outra.
É preciso aprender a perder e a se despedir. Aprender a liberar certas pessoas ou situações. Mesmo doendo, mesmo indo embora. É preciso transformar-se por dentro, fazer de cada dia uma oportunidade e seguir em frente – com amor próprio. Eu peço a Deus sempre um coração tranquilo, um coração que se ajeite ao que me foi reservado e lembrar-me também do que já foi conquistado. Porque muitos caminhos sonhados se concretizam, e é preciso suportar as faltas, as falhas e a perdas que fazem parte de qualquer vida. Peço sabedoria para lidar com as despedidas. Já vi muita dor de estômago doer mais do que coração partido. Não é de um dia ao outro que para de doer. A vida requer força de vontade e muita paciência.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES


Leave a Comment