sexta-feira, janeiro 15Diário online de Braço do Norte

DEFERIMENTO

Coluna de Raul Iung

Ao contrário de rumores que seguiam na população, e até dentro de seu partido, no período pré-campanha, quanto à inelegibilidade de Nei Fernandes (MDB), o mesmo registrou sua candidatura com todas as negativas e já deteve o deferimento. Para surpresa de muitos, ainda foi o primeiro candidato a prefeito do município a obter o registro. Desde o início de todo processo eleitoral, embasado por seus advogados, Nei sempre demonstrava certeza que poderia concorrer. Nei tem a indicação por parte do Tribunal de Contas, que suas contas devem ser rejeitadas. Mas, para ser inelegível, deve ter as contas reprovadas pela Câmara de Vereadores. Aos olhos da lei, ele está perfeitamente apto a concorre a sua terceira eleição como candidato a prefeito.

EXONERAÇÃO

O enfermeiro Jaison Nazario Candido desde a última terça-feira não responde mais pela Secretaria de Saúde de Gravatal. Ficou no cargo apenas 77 dias. Há menos de dois meses para o fim do mandato, passaremos por mais uma troca. Ele cita fatores de ordem pessoais e intransponíveis que o conduziram a ter a certeza que não mais poderia ocupar o cargo a que foi atribuído. Desta feita, requereu sua exoneração agradecendo a oportunidade e a toda equipe da referida Secretaria.

PRÓXIMO (A)

Com certeza não será uma tarefa fácil para o atual prefeito e candidato a reeleição, Wanderlei Marega, encontrar um sucessor disposto e motivado a assumir a Secretaria de Saúde em meio a uma campanha eleitoral, durante uma pandemia e praticamente no final de uma gestão. De toda forma, desejamos boa sorte na procura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale