Coronavírus e o respeito às pessoas

Por Robson kindermann Sombrio

Não imaginei que viveria isso. O ano é 2020. Estamos no mês de março. Faz quatro dias que não saio de casa. Um vírus invisível invadiu o mundo. Coronavírus (Covid-19) após surgir em dezembro de 2019 na China, se espalha pelo mundo. Só agora chegou ao Brasil. Parece que só agora (eu me incluo nisso) que as pessoas estão prestando a atenção ao seu perigo real. Parece ser um filme. Somos mortais e insignificantes perante a esse problema do universo. Ou seja, ninguém é melhor que ninguém. A questão é se antecipar ao problema, por isso estamos em casa, a princípio 7 dias, mas isso pode-se estender. Se você come pastel e o mesmo te da azia, não coma pastel. Tem gente que prefere comer o pastel e ficar com azia e depois tomar o remédio. Quando o melhor seria combater a causa, e não, a consequência (nesse caso, não saia de casa).
Tenho evitado ir ao mercado, onde tem muita gente. Estou ficando em casa. Só saio para ir na padaria e, se precisar, ir ao mercado. Além disso, eu tenho vergonha de ir ao mercado e estocar comida feito um maluco. Até porque, não vivemos isolados e os supermercados não vão fechar. É muito chato pensar só em si mesmo nesse momento. Acredito que governador de Santa Catarina foi muito feliz em fechar todo o comércio, mandar as pessoas ficarem em casa. Quanto mais cedo se afastarmos, mais cedo estaremos juntos. Talvez tenham pessoas do nosso convívio que a gente nem mais vai abraçar. Você já pensou? Alguns abraços e beijos não serão mais dados. Quando tudo voltar ao normal a gente volta a se encontrar, a jogar bola, a tomar caipirinha e ir para praia.
As recomendações são claras. Temos que evitar multidões, e ficar em casa o máximo que pudermos. Não dar as mãos, nem beijar no rosto. Lavar muito as mãos. É emergência evitar o vírus e que ele se espalhe. Porque aí, vai ficar tudo mais difícil. Acho que todo mundo viu, gente indo à praia. Egoísmo piora tudo. Você pode pensar que não está no grupo de risco, ok! Mas, você pode transportar o vírus para outras pessoas. Não seja a pessoa que transporta a morte, que transporta o sofrimento. Pense que você não vive isolado, pelo amor de Deus. É hora de pensar um nós outros. Tem muita gente que só pensa em si mesmo.
Por fim, ninguém está salvo, eu nem queria escrever sobre esse assunto, mas não me contive. Temos informações suficientes e inteligentes para o assunto. Os governantes já falaram, não vai ter lugares nos hospitais para todo mundo, não terá UTI disponível. Vou repetir, não vai ter tubo de oxigênio para todo mundo. Sobre álcool em gel eu encomendei na farmácia, mas já tenho suficiente para minha família, deixei para próximo.

PDF-COMPLETO-EDIÇÃO-1632


Leave a Comment