Compre no comércio local

Coluna semanal de Empreendedorismo de Michell Sombrio

A retomada de diversas atividades econômicas dá a sensação de que as coisas começam a girar, mesmo com a população apreensiva, saindo pouco de casa, o empresário começa a acreditar em uma luz no fim do túnel.

Neste momento de crise é essencial que todos se unam para fortalecer as empresas daqui, neste sentido foi lançado a Campanha Compre Aqui, para incentivar as pessoas a comprarem no comercio local.

Venho defendendo isso há anos através do projeto do Selo de Produtos da Terra, onde através de um projeto de lei seria criado uma marca exclusiva para produtos fabricados em Braço do Norte, para através de campanhas estes produtos possam ter um maior valor agregado.

O projeto está pronto, desenhos dos selos, quais setores que poderiam utilizar e toda forma de campanha de publicidade, quem sabe depois que tudo isso passar o projeto possa ser colado em prática.

Acesso a Crédito

Em tempos de crise, buscar crédito para equilibrar o caixa é muitas vezes a única alternativa para segurar sua empresa de pé, entretanto, conseguir o crédito de fato é tão difícil quanto superar a própria crise.

Um estudo do Sebrae informou que 60% das empresas que buscaram crédito nesta crise do coronavírus tiveram seus pedidos negados. Um dos grandes obstáculos para as empresas é o pedido de garantia para acessar o crédito, isso acaba dificultando as empresas menores.

Outros pontos são a burocracia e a análise feita pelos bancos, de alguma forma alguns bancos filtram os pedidos e direcionam sua atenção para os melhores clientes, consequentemente o crédito vai para as empresas mais estruturadas, sendo assim, o crédito não é disponibilizado democraticamente como deveria, já que a crise atinge a todos.

Acesso a Crédito 2

Como se não bastasse apenas a dificuldade de acesso a crédito, as empresas enfrentam uma grande perda de faturamento, em média as pequenas e microempresas perderam 75% de faturamento, algumas já não estavam andando muito bem e com a crise a situação se agravou.

Pensando nisso o Sebrae destinará 50% da sua renda para criar um fundo de aval, ele irá permitir que os bancos disponibilizem crédito com mais facilidade para os pequenos negócios e o risco ficará por conta deste fundo. 

Auxílio emergencial

A Caixa anunciou que já pagou até a data de quinta-feira, 16 de abril, R$ 4,7 bilhões de auxílio emergencial a informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais. Até ontem foram 7,1 milhões de pessoas beneficiadas pelo auxílio que começou a ser pago na semana passada, já são 36,7 milhões de pessoas cadastradas e que aguardam a liberação de pagamento.  Só de acessos ao site foram 275 milhões, já no aplicativo foram 42 milhões de downloads até ontem.


Leave a Comment