Complexo Médico Pró-Vida: um ano para as três décadas

Ao comemorar 29 anos, instituição avalia as contribuições a saúde regional e pela luta de todos na busca de dias melhores nestas quase três décadas

Ao completar 29 anos nesta segunda-feira, dia 6 de abril, o Complexo Médico Pró-vida em Tubarão, segue a sua rotina de promover a saúde das pessoas, oferecendo serviços especializados, de qualidade e de acesso fácil, com competência médico-assistencial, tecnologia atualizada e atendimento humanizado. Missão que persegue diariamente nestas quase três décadas, mesmo no atual cenário de uma pandemia de um novo Coronavírus.

Diante desse momento, reforça à comunidade em geral, que está preparado para receber clientes com suspeitas de Covid-19, mas continua a atender as demais ocorrências médicas e a projetar melhorias para a população.

“Possuímos plano específico de atendimento e de circulação de pessoas, realizamos medidas efetivas de investigação e profilaxia, com equipe habilitada e treinada, salvaguardando sempre os pacientes em sua integridade física, assim como realizamos ao longo de toda a nossa história”, afirma o médico e diretor, Nei Euclides Fava.

A Pró-Vida continua atentar ao desenrolar da pandemia de Covid-19 no mundo, no Brasil e na comunidade, desde o início, quando ainda estávamos sobe uma epidemia, colaborando com a prefeitura de Tubarão e com todos os demais órgãos públicos e privados na criação de medidas que possam minimizar o impacto sobre a saúde e a economia da região.

“Mesmo assolados por esse flagelo de ordem mundial, não podemos deixar de desempenhar o papel que sempre nos propusemos e que com muito orgulho, com nossos médicos, demais profissionais da saúde e toda nossa essencial equipe de colaboradores, estamos mantendo e aprimorando sempre. Então, nessa data que nos é tão cara, queremos reforçar nosso compromisso de sempre lutar junto com todos na busca de dias melhores, pois onde há vida, há esperança, principalmente para os que labutam incessantemente e lutam para alcançar. Parabéns a todos nós”, completa, Nei.


Leave a Comment