sábado, janeiro 23Diário online de Braço do Norte

Artigos

Artigos, Robson Kindermann

Você vai ser feliz

Por Robson Kindermann Sombrio Para estar feliz é preciso ser forte, e a vida lapida-nos. De um jeito ou de outro, difícil perguntas e quase nenhuma resposta. Hoje é segunda-feira à noite, a chuva caí no telhado e eu escrevo. A vida te desafia a desistir um milhão de vezes. Mas, se você insiste, se você encontra forças, e segue em frente - a vida: recompensa. E aí, num dia qualquer, você percebe que já não é mais o mesmo. Que está feliz por ter persistido às adversidades. E não é só isso, você vê que está mais forte do que imaginava. Os problemas e as dificuldades te ensinam lições que o topo da montanha jamais conseguiria. CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Robson Kindermann, Artigos

Entre promessas

Por Robson Kindermann Sombrio Eu quis entender o inexplicável, sentir o que não faz sentido. Outro dia, um amigo de longa data se referiu a mim como “farinha do mesmo saco”. E ri da expressão, orgulhoso de ser parecido.Mas eu não prometi assar um cordeiro para ver a turma reunida. Cerveja a gente leva, só não entendi até hoje porque ele não traz esse maldito cordeiro. Porém, em se tratando de amizades, felicidades é reunir a turma. São essas coisas que trazem fomento a vida, de qualquer um de nós. E que à vida nos pede ânimos todos os dias. Precisamos de quem ajude a lapidar nossas arestas e arredondar nossos cantos e nossas esquinas.CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Artigos, Robson Kindermann

“Me leve a magia do momento”

Por Robson Kindermann Sombrio Tem coisas que não se repetirão na vida. Qualquer viagem seja para Porto Seguro, Paris ou a volta na quadra de casa. Sempre a última é a única, irá nos arrebatar, em maior ou menor grau, dependendo muito mais do nosso estado de espírito do que condições extras. Só se encanta quem está vulnerável a se maravilhar. Só aprende quem deseja aprender. Só se aprofunda no mar quem deseja se aprofundar. Só conquista algo novo quem tem coragem de arriscar. Só se apaixona quem deixa a espontaneidade aflorar. Só enxerga possibilidades quem baixa a guarda e deixa a alma voar. CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Robson Kindermann, Artigos

Destino existe?

Por Robson Kindermann Sombrio Destino? Há quem acredite. Tudo aquilo que ocorre na sua vida não poderia ter sido de outra forma. É um pensamento de conforto, eu sei. Mas, também nos ensina aceitar o que está em nosso caminho. E valorizar tudo aquilo que está na nossa jornada. Acredito que nada acontece ao acaso. Sofrimento faz parte dessa vida também. Pois, vivemos uma experiência humana e, quanto mais rico for essa vida, quanto mais nos desafiar, melhor será. Eu entendo, nesse momento muitas pessoas não estão onde gostariam de estar, vivendo histórias que não queríamos ou sonhamos, mas é preciso aprender a fazer castelos com a areia do mar. A vida acontece pra gente. Decidimos ou escolhemos estar aqui. CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Robson Kindermann, Artigos

Tudo se ajeita

Por Robson Kindermann Sombrio Na vida de qualquer um, muita coisa dá errado. A gente não quer sentir dor, não deseja experimentar as coisas ruins, os sentimentos de desamparo. Mas, vez ou outra, sentimos. A angústia vem fazer companhia. E descobrimos que isso nos torna vivos. Isso faz parte da condição humana. Não somos fortes e bem resolvidos o tempo todo. A vida é feita de desassossegos e inquietações. A angústia é um privilégio de quem está vivendo essa vida. Confesso que estou às vésperas de lançar meu segundo livro. O que experimento? Angústia. Nunca me senti tão vivo. Alto de uma montanha russa faz parte da aventura que é a vida.CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Artigos, Robson Kindermann

A vida é um caminho

Por Robson Kindermann Sombrio Meus filhos estão crescendo rápido demais, essa é a sensação. Qual é a forma que estamos vivendo nosso tempo? Como decidimos viver esse tempo? Há tempos que escrevo e todas as palavras despertam sentimentos novos em mim. Tento estar inteiro no que faço e de tornar todos os momentos maravilhosos, até mesmo os difíceis e complicados. E se a cada momento vivido a gente tivesse uma segunda chance? Acredito muito no que tudo o que experimentei até aqui foi necessário para meu me tornar-se quem eu sou. No fim, das contas gosto do que vejo.CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Robson Kindermann, Artigos

Seis anos

Por Robson Kindermann Sombrio Não lembro momento exato que aprendi a andar de bicicleta sem as rodinhas laterais. Já o Heitor, ganhou sua bicicleta sem pedal aos dois anos de idade. Quando pegou a bicicleta da irmã mais velha, no primeiro dia já começou andar sem ajuda de ninguém. Lembrei dele agora, na semana que completará seus seis anos. É um momento em que ele chuta a bola mais de 500 vezes dentro de casa, é um momento em que ele é um menino muito querido, muito educado, muito amado. Desejo que encontres, antes de tudo, sentido na sua vida. Uns encontram numa festa entre amigos, outros em oração, outros nas férias na praia, outros numa academia... Seu aniversário, seis de setembro. Lembro-me dos momentos antes de ele nascer. Hoje o que me move são as consciências desses momentos. P...
Artigos, Robson Kindermann

É da natureza da vida parar de doer

Por Robson Kindermann Sombrio A gente tem que aprender a lidar com a tristeza e mágoas recorrentes de uma vida que expõe e impõe esses sentimentos. Isso acontece em uma separação, em uma demissão e em outros momentos que não lembro agora. É quase impossível passar pela vida e não experimentar esses sentimentos. E a dor é a fragilidade experimentada em algo que não dá pra fazer nada. Se não, aceitar a vida do jeito que ela é. É da natureza humana fugir daquilo que causa dor. É da natureza humana também um (corte no dedo), parar de doer, e depois cicatrizar. Já tive muitos momentos de sentir dor, pensei que jamais iria sair disso. O que aprendi com isso é que é preciso encarar a tristeza, vivenciar o luto, se permitir chorar, mas nunca devemos abrir mão daquilo que sentimos. CONTEÚDO ...
Geral, Artigos, Robson Kindermann

Uma música

Por Robson Kindermann Sombrio Estava tentando lembrar de uma canção de um grupo ou músico que pudesse representar a nossa história de casal: Alanis Morissette, Coldplay... A trilha sonora da nossa vida é vasta demais. Eu progredi. Perto do fim de um curso onde estudo espiritualidade, mais conectado estou vivendo. Mais sensível também. “Olhe como as estrelas brilham para você, para tudo o que você faz”. É que nossos filmes ficaram reduzidos a desenhos na TV. Mas, essa é a vida que eu prefiro. Colchão na sala, travesseiros que compartilhamos no tapete e as pipocas que se perderam nos vão dos sofás. Eu gosto do pijama no sábado à noite. São afinidades que se alinham. O amor é isso. Um amontoado de afinidades que se alinham com gosto do café da manhã e o cheiro do bolo de cenoura que ela f...
Artigos

Sob a pressa, vá devagar

Por Robson Kindermann Sombrio A semana tem passado depressa. Na verdade os dias passam muito rápidos, segunda-feira, quando damos por conta, já é sexta-feira de novo. Quando percebemos já é fim de semana, fim do mês, fim do ano... Corremos atrás do tempo, no entanto o tempo se perde nas horas trabalhadas, nos momentos de casa ao trabalho. Com celulares nas mãos queremos ser o primeiro a ler as notícias, as fofocas, entender as divergências. Logo vamos acusar o tempo de não ter mais tempo. Tudo caminha muito rápido, as mensagens chegam na velocidade da luz. Tempo das relações líquidas e pouco profundas. Lembro de algumas pessoas diziam que não gostavam de ouvir música do Fantástico no domingo à noite, porque lembrávamos que teríamos mais uma semana cheia de trabalho pela frente. Hoje nã...
Folha do Vale