quarta-feira, janeiro 20Diário online de Braço do Norte

Cerbranorte inicia corte de inadimplentes

Encerra nesta sexta-feira, 31 de julho, o prazo para que os inadimplentes, com faturas não pagas até junho com a Cooperativa de Eletricidade de Braço do Norte (Cerbranorte), quitem seus débitos. Os cortes no fornecimento iniciam na próxima segunda-feira, 3 de agosto.
A cooperativa segue uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de que, a partir de 1º de agosto, sejam retomados os cortes de fornecimento por falta de pagamento.
Segundo a gerente comercial da Cerbranorte, Deise Faust Vieira, a cooperativa tem hoje (quarta-feira), aproximadamente, 2,8 mil faturas em aberto, de 1.539 unidades consumidoras somente até o mês de junho. O levantamento realizado esta semana revela que 1.120 residências estão em atraso com o pagamento, enquanto 157 são relógios comerciais, 169 estão em área rural e 83 são indústrias.
“O corte no fornecimento será iniciado por aquelas unidades consumidoras que acumulam mais atrasos. Há casos de faturas desde mês de fevereiro, vencidas em março, por exemplo. Depois vamos sucessivamente interrompendo o abastecimento daqueles que estão com menos tempo em atraso”, detalha a gerente.
A Cerbranorte, nos meses de março e abril, chegou a quase 25% de inadimplência. O mês de maio diminuiu para 17% e, em junho, para 14,7% de inadimplência. “O plano de parcelamento dos atrasados facilitou o pagamento para alguns associados. Outros aproveitaram o Auxílio Emergencial liberado pelo governo para quitar as faturas em aberto”, explica Deise.
Segundo a resolução da Aneel 878/2020, a proibição de cortes de energia por falta de pagamento se mantém apenas para os consumidores classificados como Baixa Renda, enquanto durar o Estado de Emergência da pandemia. Esse prazo, atualmente, vai até o fim deste ano. “Nós temos 300 associados que se enquadram nesta classificação, porém somente 50 estão necessitando usar este benefício. Todos estão conscientes que terão que pagar, mais cedo ou mais tarde, por isso, se têm condições, estão buscando manter em dia a fatura”, esclarece.
Se o consumidor (titular da conta) optar pelas condições facilitadas, terá a oportunidade de reduzir juros e multas, além de realizar parcelamentos diferenciados de acordo com as suas necessidades, pagando 30% do valor do débito de entrada e parcelando o restante em até seis vezes.

Caso o parcelamento seja a opção escolhida, a solicitação pode ser feita presencialmente, pelo próprio titular, com as seguintes regras:

A unidade consumidora não pode
ter nenhum parcelamento em aberto.

O consumidor deverá pagar
30% de entrada
podendo parcelar o restante
em até seis vezes.

Condições válidas
até 31 de julho.

Números:

2,8 mil faturas em aberto

1.539 unidades consumidoras
até o mês de junho

1.120 residências

157 comerciais

169 área rural

83 Industrial

10 outras classes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale