quinta-feira, janeiro 28Diário online de Braço do Norte

Cerbranorte: administrador judicial apresenta o desempenho da cooperativa

Os principais investimentos de 2020 e os projetos para o próximo ano

O administrador judicial da Cooperativa de Eletrificação de Braço do Norte, Cristiano Orlandi, representante legal da Geradora e Distribuidora desde abril de 2019, em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira, 22 de dezembro, voltou a garantir que, devido a pandemia do coronavírus, não há prazo para a realização das assembleias e eleição das diretorias das entidades. Também apresentou as principais ações da Cerbranorte neste ano e os projetos e necessidades de investimentos para o início de 2021.

Orlandi disse que devido a pandemia do coronavírus, não há prazo para a realização das assembleias e eleição das diretorias das entidades

Nos últimos anos a Cerbranorte fez grandes investimentos em melhorias de rede e equipamentos para garantir maior confiabilidade e qualidade da energia distribuída. Em 2020, um dos principais focos foi a conclusão da rede que atende o município de Rio Fortuna e os consumidores da Ceral (Cooperativa de Eletricidade Rural de Anitápolis). Esta obra é uma das mais importantes depois da conclusão da PCH Capivari e a Subestação da Cerbranorte, pois divide a alimentação de energia dos municípios de Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima e Anitápolis através de três redes individuais. Segundo o administrador, faltam menos de 5% do total da obra para ela ser finalizada. Este ano o valor investido na obra foi de R$ 5 milhões e sua conclusão está prevista para início de janeiro de 2021.

Além dessa obra, outros investimentos na rede de distribuição da Cerbranorte foram realizados este ano, como o alimentador CNT, oito para as empresas IBMF, mudança dos reguladores do Pinheiral. Compra de cinco reguladores, dois para Rio Fortuna e três para Braço do Norte. Conclusão dos três alimentadores da Nereu Ramos e a reforma da rede do Rio Santo Antônio, Pinheiral até Rio Fortuna.

A Cerbranorte possui a maior extensão de rede elétrica entre as cooperativas da região, o que eleva o custo operacional da distribuição. A cooperativa encerra o ano com uma extensão de 1.789 km, 16.532 postes, 19 religadores, 20 reguladores e 1.654 transformadores.

A Cerbranorte possui, atualmente, 17.151 consumidores e fornece energia para cerca de 45 mil pessoas, ou seja, todos os moradores de Braço do Norte e Rio Fortuna, além de Santa Rosa de Lima e Anitápolis através da Ceral. Em Braço do Norte e Rio Fortuna, 11.542 desses consumidores são classificados como residencial, 3.050 rural, 1.652 comercial e 748 industrial, sendo 73 consumidores de alta tensão.

Compra de energia e inadimplência

Além das importantes conquistas no sistema de distribuição, a cooperativa teve grandes resultados no âmbito administrativo. “Destaque para participação no leilão de compra de energia, o qual a Cerbranorte teve um resultado muito positivo comprando parte da demanda no mercado livre com valor menor do que o pago em 2020”, salientou o administrador. Segundo Orlandi, os resultados refletirão no próximo reajuste tarifário.

No setor comercial a inadimplência causou preocupações ao setor, visto que durante o período mais crítico da pandemia o índice quase dobrou o percentual. De 14,05% foi para 23,06%. Mas, através de um plano de parcelamento e pagamento facilitado à cooperativa, chegou-se a 12,18% em outubro deste ano, o menor registrado até o momento na história da cooperativa.

Ainda sobre o setor comercial, os consumidores da Cerbranorte passam pela 21ª pesquisa IASC a fim de avaliar a percepção do consumidor e o grau de satisfação em relação ao serviço público de energia elétrica, este ano 150 consumidores responderão nos municípios de Braço do Norte e Rio Fortuna. A pesquisa está sendo realizada em todo o país, no período de 17 de novembro e até 21 de março de 2021.

Nova linha de distribuição

O administrador diz que os trabalhos no primeiro trimestre do próximo ano serão focados na linha de 138 KV em parceria com a Cegero. A obra tem o custo total de R$ 60 milhões e o valor será dividido entre as duas cooperativas. O projeto garante maior qualidade e segurança da transmissão da energia, além de oferecer menor tarifa no transporte da energia para as distribuidoras. A obra será realizada após a aprovação dos associados em assembleia, que ainda não tem data para ser realizada.

Aumento nas faturas

Outro assunto ressaltado na coletiva foi o aumento no valor cobrado nas faturas de energia. Orladi lembrou que com a chegada da estação mais quente do ano, há um aumento significativo no consumo de energia. “Liga-se o ar condicionado e se abre muito mais a geladeira”. O que gera um aumento no consumo. Soma-se a este fator o reajuste em setembro da tarifa da Cerbranorte, determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a bandeira tarifária vermelha cobrada a partir deste mês.

Para receber notícias diretamente no seu watsapp entre na nossa lista de transmissão.https://chat.whatsapp.com/BbhaYxFdyfSFP8A3byxHe9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale