domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte

Casal prova que o amor não tem idade

Idosos de 77 e 80 anos trocaram alianças no último final de semana em cerimônia religiosa na Paróquia Santa Rosa de Lima

A história da gravatalense Maria Felisberto Carvalho, 77 anos, e do braçonortense José Manoel Rocha, 80 anos, é um exemplo de que o amor não tem idade. Nunca é tarde para amar e encontrar um companheiro. No sábado, 24 de novembro, em uma cerimônia especial o casal uniu-se no sacramento do matrimônio, na Igreja Matriz de Santa Rosa de Lima, no Rio Bonito.
Conforme o noivo que estava viúvo já há alguns meses, apesar de dar conta do serviço da casa onde morava sozinho, sentia falta de uma companheira para dividir a vida. “Fui na lanchonete da filha da Maria tomar uma cerveja com minha filha, chegando lá perguntaram o que eu fui buscar, brincando eu disse que fui procurar uma esposa e me mostraram a foto da Maria, foi amor à primeira vista”, conta o idoso.
Já Maria, viúva há três anos, disse que desde que perdeu o marido sentia falta de um companheiro. Conforme a idosa, por várias vezes as amigas a tentaram levar ao Baile de Idosos, mas ela não conseguia entrar. “Eu ficava no portão só observando, sempre que via um homem de camisa azul me sentia mal, me vinha a lembrança do meu falecido marido, então conheci José. Estamos ‘namorando’ desde agosto, porém eu achava errado estarmos morando juntos sem sermos casados, decidimos que era a hora de trocar as alianças e agora estamos felizes por que estamos casados e de consciência limpa”, revela a noiva.
O relacionamento do casal contou com um “empurrãozinho” das filhas. A sãoludgerense Adelir Peters, filha do noivo, conta que o casamento contou com uma linda festa que serviu para que as famílias se conhecessem. “Depois que minha mãe faleceu, nos preocupamos muito com meu pai, apesar de eu vir toda semana visita-lo sentia que era importante uma pessoa para ele dividir o dia a dia. E aconteceu essa história tão linda. Comecei a conversar com a filha da Maria que também tinha essa preocupação e fomos arranjando os dois, foi muito legal essa ligação que os dois criaram”, destaca a filha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale