quinta-feira, janeiro 21Diário online de Braço do Norte

Capacitação profissional contribui para o desenvolvimento

Everaldo Tiscoski, diretor da Esucri e Suzane Meurer, coordenadora da unidade de Braço do Norte, participam do Café da Folha

O Café da Folha desta semana recebe os professores Everaldo Tiscoski, diretor da Esucri (Escola Superior de Criciúma), e Suzane Meurer, coordenadora da unidade de Ensino à Distância da Esucri em Braço do Norte, mantido por meio de uma sólida parceria com a Uniasselvi (Centro Universitário Leonardo da Vinci). Neste delicioso café, oferecido pela Panificadora e Confeitaria Nack, Everaldo, que também ministra aulas na área de Planejamento Estratégico e Suzane, também professora de Pedagogia, conversaram sobre as expectativas de crescimento econômico do Brasil e da região Sul de Santa Catarina, o que gera demanda por profissionais capacitados, e como a graduação superior por meio do método de ensino semipresencial pode contribuir para o crescimento econômico de uma região e para o desenvolvimento pessoal e profissional do aluno.

 

No nosso atual cenário econômico, o que a Esucri/Uniasselvi tem a oferecer?

Everaldo – A gente tem observado, recentemente, uma retomada nos indicadores econômicos. Na medida em o que o Brasil retoma esse crescimento, uma das premissas básicas é que o País necessite de mão obra capacitada, especializada. Mão de obra que tenha um conjunto de competências e habilidades nas mais diversas áreas de atuação. Dentro desse cenário é que a Esucri/Uniasselvi se apresenta, nas várias regiões com unidades de ensino, para permitir, através o ensino semipresencial, ofertar cursos de nível superior que possa agregar esse conjunto de competências. Deixar os cidadãos em condições de serem competitivos no mercado de trabalho, competitivos no mercado do empreendedorismo, que tenha capacidade de gerar novas rendas. De intervir no meio onde eles vivem, para melhorar as condições de vida do cidadão.

Suzane – A Esucri/Uniasselvi tem apresentado cursos de graduação com uma proposta diferente, que é o semipresencial. Aproveitamos os recursos da tecnologia de informação, que permite ao cidadão estudar e aprender e nos mais diversos ambientes. É uma aposta muito grande na capacidade do auto-aprendizado de cada cidadão. E nós sabemos que o país só cresce, só consegue se desenvolver, só consegue gerar mais riqueza, dar condições de vida melhor para as pessoas, se as pessoas estudarem, aprenderem, se desenvolverem, se qualificarem.

 

Falem um pouco sobre a Esucri.

Everaldo – A Esucri, em Criciúma, está fazendo 20 anos. Ela surgiu no ano de 2000. É fruto da evolução de um colégio, chamado Colégio Universitário, que surgiu em 1994. Inicialmente oferecíamos ensino supletivo. Depois veio o ensino técnico, e depois o ensino médio e fundamental regular. A evolução natural de todo colégio que alcança o certo destaque na cidade é o de construir a sua própria faculdade. Foi assim com a Esucri no ano de 2000. Nós começamos com os cursos de Administração e de Sistemas de Informação. Na época, muitos cobrados pela comunidade sul catarinense. Depois vieram os cursos de Comércio Exterior e, na sequência, Enfermagem, Bacharelado em Educação Física, Licenciatura em Educação Física, Ciências Contábeis, Direito, Psicologia, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Arquitetura e Urbanismo, e hoje também Nutrição. Então são 14 cursos superiores, todos devidamente autorizados, reconhecidos pelo Ministério da Educação. Em Criciúma, contamos hoje, no ensino superior presencial, com 3,4 mil alunos. Nossa sede é bem no Centro da cidade, ao lado do sistema coletivo urbano integrado, nos fundos da rodoviária. É muito fácil, muito tranquilo das pessoas chegarem e saírem na nossa instituição.

 

E como surgiu a parceria com a Uniasselvi?

Everaldo – No ano de 2005, observando essa evolução do ensino à distância, a Esucri fez uma aliança com a Uniasselvi, que na época vinha se destacando nessa modalidade de ensino. Implantamos no Sul de Santa Catarina uma modelo de ensino semipresencial. Inicialmente em Criciúma, depois avançamos para outras cidades aqui do Sul. Hoje, a Esucri/Uniasselv, no ensino à distância, está presente, além de Criciúma, nas cidades de Sombrio, Araranguá, Içara, Lauro Müller, Braço do Norte, Tubarão, Capivari de Baixo, Laguna e Imbituba. A Uniasselvi, atualmente, possui em torno de 500 unidades espalhadas por todo do Brasil. Está presente em todas as unidades da federação. E hoje, no ensino semipresencial, nós estamos ultrapassando a casa dos 200 mil estudantes. A Uniasselvi é hoje o terceiro maior player de ensino superior no Brasil.

 

Que diferencial apresenta o chamado ensino semipresencial?

Suzane – Na maior dos cursos à distância, optou-se pelo ensino totalmente online. O aluno não precisa comparecer à instituição de ensino. Ele estuda única e exclusivamente através dos recursos computacionais e de tecnologia da informação no ambiente da sua residência ou no trabalho. A Uniasselvi, por sua vez, optou por um modelo diferente, chamado de semipresencial, onde o aluno, uma vez por semana tem que ir na sala de aula. Lá ele recebe todo o material acadêmico, toda a régua de aprendizado e assiste à aula ministrada pessoalmente por um professor daquela disciplina. O professor explica a régua de aprendizado, explica a metodologia do ensino à distância e explica o conteúdo daquela disciplina. Munido dessas informações e do material acadêmico, o aluno, ao longo de uma semana, pratica o seu auto aprendizado, com acesso ao ambiente virtual da Esucri/Uniasselvi. Pode tirar dúvidas, conversar com o professor, fazer os chats, conversar com os grupos. Na semana seguinte ele retorna para a sala de aula, faz a avaliação, aprende a nova regra da nova disciplina, tem aula da nova disciplina, recebe o material acadêmico didático novamente, e volta para sua casa para mais uma semana estudo. E assim sucessivamente, ao longo do semestre, ao longo dos anos.

Everaldo – Quem passou por uma especialização, por exemplo, já tem experiência acadêmica. Mas para um jovem de 18 ou 19 anos que não tem experiência no mercado de trabalho e que tem que aprender num curso superior, o grau de dificuldade para fazer isso de forma autônoma, é muito mais complexo. Com um modelo semipresencial, o aluno tem a oportunidade de estar na frente do professor e, mais importante do isso, vai estar junto com uma turma de 30 a 40 alunos. Ele vai se reunir com os colegas, eles vão trocar experiências, vão montar grupos de auto-estudo, grupos de trabalho no fim de semana. O professor local, naquela disciplina, fica à disposição deles. Para se ter uma ideia, o índice de desistência do ensino à distância no Brasil, no sistema totalmente online, ultrapassa os 30% no primeiro ano, alcançando 45% no final do segundo ano. Na Uniasselvi, esse número não chega a 20%. Uma das razões que a gente dá a isso, é por conta dessa facilidade, essa confiança que a aluno sente ao fazer curso superior da Uniasselvi.

 

Como a Esucri/Uniasselvi tem atuado em Braço do Norte? Que cursos oferece?

Everaldo – Em Braço do Norte, nós já estamos há dois anos e meio. Há um ano em uma sede nova, bem no Centro da cidade, aqui na Avenida Getúlio Vargas, nº 169, próximo à Lotérica Kika, no primeiro pavimento de um edifício recém construído. Antes estávamos em um local um pouco mais distante do Centro. Mas, de forma mais estratégica, apostando no crescimento de Braço do Norte e região, nos posicionamos de uma forma mais centralizada, oferecendo mais segurança ao aluno, mais facilidade ao acesso e uma comodidade maior, uma agradabilidade maior enquanto ele estiver conosco. E o resultado disso foi muito positivo. Tivemos um avanço muito grande no número de matrículas em janeiro do ano passado e em julho do ano passado. E agora, em janeiro deste ano, também. Já ultrapassamos a casa dos 600 alunos aqui em Braço do Norte, com uma capacidade instalada de alcançar os mil alunos. O que não é uma meta, pois priorizamos como meta outros fatores, como qualidade de ensino, bom atendimento, preço adequado ao bolso do aluno, a agradabilidade e o respeito ao aluno. Quando alcançamos essas metas, os números são consequência.

Suzane – Oferecemos todos os cursos da área de licenciatura: Pedagogia, Letras, Geografia, História, Sociologia, Inglês, Espanhol, Educação Física e Filosofia. Também os cursos de tecnólogos em Processos Gerenciais, Gestão Comercial, Gestão de Marketing, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Gestão de Agronegócios, Design de Moda, Design de Interiores; e os bacharelados de Administração, Ciências Contábeis, Serviço Social e Agronomia.

Everaldo – Muito em breve, e aí nós teremos que ampliar a estrutura aqui de Braço do Norte, e já estamos cuidando disso, vamos oportunizar também os cursos de bacharelado na área de saúde, que já oferecemos em Criciúma e em Tubarão. Mas nós ainda temos que implantar laboratórios e outras melhorias, mas estamos providenciando, para oferecer os cursos de Farmácia, Biomedicina, Fisioterapia e Radiologia. Também vamos oferecer em breve cursos de pós-graduação, já a partir deste mês de março. Também em todas as modalidades. Para se ter uma ideia, hoje são mais de 80 cursos de pós-graduação à disposição, que atendem todas as áreas de conhecimento, área de licenciatura, tecnólogos e bacharelado. Tanto na área de gestão, na área de tecnologia, na área de direito, na área contábil tributária, na área de saúde. É uma gama bastante grande, onde, na pós-graduação, sim nós oferecemos as aulas semipresencial e também na modalidade totalmente online. Por entendermos que o aluno já fez a graduação, já se ambientou com o auto-aprendizado. E com facilidade ele pode fazer essa pós-graduação também na modalidade totalmente online. O aluno vem para aula buscar o material, que é totalmente gratuito. A cada dois meses ele vem fazer a avaliação e, no final, ele vem entregar o artigo dele. Uma vez vencido a etapa, aprovado, ele recebe o certificado.

 

Falando em certificado, os diplomas são aprovados pelo Ministério da Educação?

Everaldo – A gente gosta de frisar que, na Esucri/Uniasselvi, e isso gera um grau de confiança bastante grande no mercado, nós temos a premissa de já entregar ao aluno, na formatura, o diploma de graduação já devidamente reconhecido pelo MEC. Nós sabemos que, no Brasil, existe um número muito grande de instituições que iniciam o processo de ensino à distância sem a devida autorização do MEC. Muitas vezes, o Ministério autoriza um curso num único município, e essa instituição sai abrindo unidades em todos os municípios e oferecendo vários cursos. Quando esse aluno se formar, ele não vai ter o seu diploma tão cedo. Porque a instituição tem que pedir ao Ministério da Educação o reconhecimento daquele curso, o reconhecimento da unidade fora da cidade dele, e isso pode levar anos, comprometendo a vida do cidadão que apostou em uma carreira e investiu seu tempo e dinheiro. Isso não acontece com a Esucri/Uniasselvi. Pois, no dia da formatura, o aluno vai para casa com o diploma dele, com o carimbo do MEC no verso, válido em todo o território nacional.

 

Quais os cursos mais visados em Braço do Norte?

Suzane – Os cursos mais procurados são os parte administrativa: Gestão Comercial, Gestão Financeira, por exemplo. Processos Gerenciais também é bastante procurado. Entra ainda a parte de Contábeis, Administração e as Licenciaturas. E agora dando ênfase na Agronomia. Estamos fazendo a turma. Além de Braço do Norte, temos alunos de vários municípios da região. Santa Rosa de Lima, Rio Fortuna, Grão-Pará, São Ludgero e Gravatal são alguns exemplos. Isso é gostoso de ver, de perceber que essas pessoas provavelmente não teriam a oportunidade de fazer um curso superior. Não tenho dúvida de que isso, num futuro próximo, dará uma qualidade de vida muito superior a essas pessoas.

 

E como a Esucri/Unasselvi avalia o desempenho da unidade em Braço do Norte?

Everaldo – Estamos no sentindo muito bem em Braço do Norte. O povo tem nos acolhido, tem apostado na gente, respeitado a gente. Essa é uma cidade muito acolhedora, com um povo educado, pontual, o pessoal não falta à aula. Realmente, Braço do Norte e as demais cidades aqui do Vale é uma região diferenciada, onde o povo quer manter aqui suas raízes. E é positivo que nós participemos do desenvolvimento da região.

Suzane – Nossas matrículas estão abertas. Interessados podem buscar informações no site da Esucri – www.esucri.com.br, e, aqui em Braço do Norte, no telefone (48) 3658-7049 e Whatsapp (48) 99111-9637.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale