domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte

Braço do Norte terá coleta seletiva inovadora

Falta pouco para iniciar a coleta seletiva em Braço do Norte. De acordo com o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, os últimos detalhes burocráticos para a instalação do centro de triagem de materiais sólidos estão sendo resolvidos. O centro será no final da Avenida Getúlio Vargas, ao lado de uma empresa de molduras.

Segundo Beto, os trabalhos da coleta seletiva estão sendo acompanhados pela Fundação do Meio Ambiente de Braço do Norte (Funbama), presidida pelo engenheiro sanitarista e ambiental Raul Coan. “A empresa Racli é responsável pela execução da coleta seletiva, a qual realizou todo o estudo necessário para a implantação e gerenciamento destes resíduos. De acordo com Raul, foram muitos meses de planejamento e estudos e, em pouco tempo, estaremos prontos para iniciar os trabalhos”.

A novidade ficará por conta da modernidade da coleta. “O sistema é todo bem moderno. Queremos causar o mínimo de transtorno possível a população e caminhar para melhor gestão e valoração destes materiais que serão reciclados, a novidade ficará por conta das lixeiras soterradas que serão instaladas nas duas praças (Padre Röer e Coronel Collaço)”, explicou Raul.

A princípio, serão três lixeiras com contentores em cada praça. À primeira vista as lixeiras parecem normais, mas a inovação está embaixo da terra. “As lixeiras serão subterrâneas. Com isso pretendemos proporcionar uma coleta mais prática, eficiente e deixar nossa cidade com um aspecto bonito, evitando cheiro desagradável e, principalmente, aquela sujeira nas ruas, com lixos espalhados, entupindo bueiros que levam a uma série problemas, o alagamento é destes, por exemplo”, comentou Beto.

Raul explica ainda que a coleta seletiva nas residências e empresas serão realizadas em dias alternados. “Um dia será a coleta de resíduos úmidos (lixo convencional), que são os lixos de não reciclados, higiene pessoal, e outro dia será para o lixo seco, que é o de possível reciclagem, papel, plástico, vidro e metal. Também existe o lixo que pode ser reaproveitado nas hortas e composteiras, mas a população pode ficar tranquila, pois faremos uma boa divulgação de como armazenar cada tipo de lixo, principalmente nas escolas, de alguma maneira vamos chegar em todas as residências”, esclareceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale