“Bom Velhinho” de BN se prepara desde outubro para o Natal

Braço do Norte possui o seu próprio Papai Noel oficial. Alberto Martinho, o “Betinho da Bicicleta” revela como são os preparativos para o Natal

Nem todos levam o Papai Noel a sério, mas o braçonortense Alberto Martinho, o “Betinho da Bicicleta” leva, e muito. Diferente de vários interpretes, Betinho não representa, ele é de fato o Papai Noel oficial de Braço do Norte, reconhecido oficialmente por lei. Todos os anos o braçonortense participa de cursos e especializações.

Conforme Betinho os preparativos para o Natal começam alguns meses antes de dezembro. Ele participa de reuniões com outros Papais Noéis para trocar ideias e experiências. “Desde outubro já temos os trabalhos na Aldeia do Papai Noel em Gramado, Rio Grande do Sul, onde participamos de palestras e cursos todos os anos. Tenho a carteira de Papai Noel com entrada livre para mim e minha esposa que é até então a única Mamãe Noel que também participa dos cursos preparatórios. Em outubro deste ano fomos a Curitiba fazer um curso com os noéis do Paraná. Além dos cursos e das viagens fazemos trabalhos voluntários, e os eventos da prefeitura e CDL na cidade e na região, sem falar dos eventos que realizamos fora da cidade”, conta o Papai Noel braçonortense.

Betinho conta que quando era mais novo não gostava do Natal por conta das dificuldades da família e tudo mudou quando as crianças visitavam sua oficina de bicicletas e o apontavam como Papai Noel. “É normal eu realizar três eventos por dia, e por conta disso tenho vários figurinos de Papai Noel, costumamos fazer a roupa de uma maneira especial, para destacar aquela magia do Natal e isso tem um custo alto, mesmo assim são necessários vários figurinos,  já que de um evento para outro o calor das roupas de inverno de Papai Noel faz soar bastante”, brinca Betinho.

 Título rendeu presentes internacionais

O braçonortense afirma que já foi presenteado inclusive por amigos que conquistou fora do país, como integrantes do Clã dos Papais Noéis dos Estados Unidos, por possuir o título de Papai Noel oficial da cidade. “Já recebi vários presentes como cintos e sinos que vieram dos Estados Unidos por conta deste reconhecimento, mas o que mais importa não é o reconhecimento internacional e sim das crianças. Eu sou um seguidor de São Nicolau, estudei a vida dele, e ser Papai Noel é mais do que se vestir de vermelho e sair por aí, ser Papai Noel tem um significado, tem um sentido maior, ele é a personificação da bondade, da caridade e da humildade”, ressalta o braçonortense.

 


Leave a Comment