domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte
robson@mkm.net.br

As experiências

Por Robson Kindermann Sombrio

Você já parou para pensar que as experiências que a gente vive, por mais difíceis que sejam, acontecem para aproximar a gente do nosso Eu. A dor, as fases difíceis, são facilitadores do encontro de nós mesmos. Às vezes, você precisa se quebrar ou ser quebrado para aprender a melhor lição da vida. Às vezes, precisamos sangrar e ficar expostos para depois conseguir nos resgatar. Às vezes, é preciso um novo você, para que a vida volte a pulsar de novo. Tudo o que nos move nos aproxima do mais puro real Eu. O que nós temos são as camadas e mais camadas de influências eternas.
Têm experiências que nos modificam para sempre. Quando a gente passa pela dor, a gente nunca mais volta a ser o mesmo. E, o tempo passando, nos deparamos com a idade e descobrimos que o mais importante é descobrir a si mesmo. Se ouvindo, se percebendo, se amando, se resgatando. Descobrindo seus gostos, suas preferências, entrando em contato com a sua verdade mais profunda e autorizando a si mesmo. Deixar vir à tona a vida com suas experiências de quem é você de fato. Depois, a gente percebe que é preciso mudar de rota, diminuir os passos, explorar outros momentos e mergulhar naquilo que é desconhecido.

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA ASSINANTES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale