domingo, janeiro 24Diário online de Braço do Norte

Área Azul

Voo do Mosca

No apagar das luzes, a Câmara de Vereadores de Braço do Norte aprovou, por unanimidade, um projeto de lei que institui o sistema estacionamento rotativo no Centro da cidade, o que pegou muita gente de surpresa. Não pelo tema em si, pois há um certo consenso da necessidade de tal medida para aprimorar o acesso aos estacionamentos nas vias mais movimentadas, e também pelo fato do programa popularmente conhecido como “Área Azul” ser uma promessa do prefeito Beto Kuerten Marcelino. A surpresa é por conta do projeto ter sido elaborado e apresentado por iniciativa do Legislativo, sem discutir o tema com o Executivo nem com outros órgãos, como a Comissão Municipal de Trânsito e a Comitê Gestor do DEL (Programa de Desenvolvimento Local). A autoria do projeto é da vereadora Maria Silva Kulkamp (PP), que afirma ter elaborado a proposta com base na experiência exitosa de outros municípios da Amurel (Associação de Municípios da Região de Laguna). Por parte do Executivo, o prefeito Beto deve se decidir até a próxima semana se sancionará ou vetará a lei.

Parabéns

Por ser algo bom é que talvez poucos tomem conhecimento do Prêmio Honestidade nas Escolas Públicas Estaduais de Santa Catarina, cuja segunda edição teve a entrega de premiações, na segunda-feira, na Capital. Foram premiados os desenhos mais criativos a partir do tema “O que é ser honesto?” Da regional de Tubarão, uma premiação, da EEB Professora Célia Coelho Cruz. Vitória Padilha Monteiro, do 3° ano.

Já voltamos

Esta é a nossa última edição de 2020. Obrigado a todos os leitores que nos acompanharam até aqui. O desejo é que possamos nos encontrar na próxima edição, em 8 de janeiro, com muita saúde. Apesar de pararmos uma semana com a edição impressa, ficaremos on-line. Você pode acompanhar nossas informações, que serão postadas diariamente em www.folhadovale.com.br e também através de nossa página facebook.com/folhadovale.

Polêmico

Apesar da polêmica, tal projeto pode ser uma oportunidade para a Prefeitura de Braço do Norte. A depender do teor da nova lei, o projeto pode facilitar a implantação do estacionamento rotativo. Uma vez que sistema já tenha sido aprovado pelo Legislativo Municipal, caberá ao Executivo regulamentar a Área Azul, estabelecendo como funcionará em detalhes (como tempo de tolerância, aplicação de penalidades e para onde os recursos arrecadados serão aplicados), por meio de Decreto do Executivo, sem necessidade de nova aprovação pela Câmara. Facilitaria as coisas para o prefeito. Beto disse que só vetará se sua equipe achar que o remendo será pior do que a aprovação de um novo projeto. Para o prefeito, não adianta fazer uma lei só para tampar buraco.

Que momento!

Há poucos dias a vereadora Arlete Ramos (PP), que não conseguiu a reeleição, mas deve assumir como suplente na próxima Legislatura, enviou para a Casa um projeto de lei que antecipava o recesso do Legislativo. Para ela, era inconcebível trabalhar entre o Natal e o Ano Novo, por exemplo. O projeto foi rejeitado. Na semana que passou, sua colega de bancada, Maria Kulkamp da Silva, atendendo pedido de ninguém, em um ato solitário, conseguiu aprovar o projeto que autoriza a Prefeitura a implantar o estacionamento rotativo na cidade. Esqueceu a parlamentar de perguntar para a CDL, Acivale e a própria Prefeitura o que achavam da ideia. Por conta própria disse quando a Zona Azul deve começar e quanto o município deve ganhar. Maria não concorreu à reeleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale