quinta-feira, janeiro 21Diário online de Braço do Norte

A campeã de votos em 2021

Aprofessora Nívea Willeman Rocha não nega. Esperava ser eleita vereadora de Braço do Norte em 15 de novembro. Porém, não imaginava que receberia tantos votos. Foi um total de 1.034 sufrágios que tornaram a ex-secretária-adjunta do município a primeira candidata mulher a ultrapassar a marca dos mil votos. Antes dela, somente outros cinco candidatos homens haviam recebido tal votação.


A eleição de 2020 não foi a primeira vez que Nívea se candidatou. Em 2016, também disputou uma vaga no Legislativo municipal. “Naquela ocasião, fiz uma campanha bastante modesta, porém muito bonita. Eu atuava como professora e foi muito bacana ver como as pessoas passaram a apoiar a minha candidatura. Meus alunos, de maneira bastante espontânea, ajudavam. Chegaram a fazer cartazes e saíram pedindo votos. Obtive 230 votos. Pode até parecer pouco, mas hoje eu vejo que, diante de como a eleição é disputada, como uma votação bastante expressiva”, recorda.
Nívea acredita que o recorde de votos neste ano se deve a alguns fatores extras. Um deles é o fato de ter contado também com o apoio e a experiência do seu marido, o ex-vice-prefeito de Braço do Norte Charles Bianchini. “Durante essa campanha tive a oportunidade de conhecer de fato o trabalho excelente que ele fez como vice-prefeito .Sem dúvida isso fez com que muitas pessoas votassem em mim, pela admiração por ele e por inúmeros outros amigos valorosos que tanto ajudaram”, agradece.
Entretanto, crê também que outro motivo que tenha influenciado foi sua atuação como gestora da Educação Municipal na primeira gestão do prefeito Beto Kuerten Marcelino. “Fui secretária-adjunta por mais de três anos. Nesse tempo, mantive uma parceria muito bonita com a então secretária Néia (Claudinéia Niehues). Ela me deu muito espaço e juntas desenvolvemos ações muito importantes para educação do município”, relata. “Conseguimos aprimorar o nosso currículo escolar, por exemplo, incluindo a disciplina de Artes do 1º ao 5º ano, que antes não existia. Também criamos a disciplina de Empreendedorismo, que era uma grande carência nas nossas escolas e uma reivindicação muito debatida nas reuniões do DEL (Programa de Desenvolvimento Local). Depois, com a saída da Néia, assumi a titularidade da secretaria municipal durante alguns meses. Porém, logo me descompatibilizei para me candidatar a vereadora”, completa.


Assim que assumir sua cadeira no Legislativo de Braço Norte, Nívea admite que sua principal bandeira não será outra que não a educação. Segundo ela, há uma série de outras propostas, reivindicações da comunidade escolar, e necessidades em que a área precisa ser atendida. “Entre as minhas propostas está a revisão do plano de cargos e salários dos servidores da Educação. A ideia é valorizar todo o corpo docente, que não inclui apenas a figura do professor. Trata-se também de todas as funções que compõem esse setor, como auxiliar de serviços gerais, assistente de educação, motoristas de ônibus escolar e outros. Também quero desenvolver ações voltadas para a educação especial do nosso município”, informa.
A conquista de tamanha a votação gabaritou a vereadora a disputar também pela presidência da Mesa Diretora da Câmara. Apesar de não confirmar que será a próxima presidente do Legislativo municipal, uma coisa ela garante. “Farei de tudo para honrar cada um do 1.034 votos que eu recebi. Sei da responsabilidade que tenho me esforçarei nestes quatro anos que estão por vir”.

Amor pela docência

A vontade de ser professora sempre foi algo inerente na vida de Nívea Willemann Rocha . Seu avô foi professor, assim como seu pai. Quando criança, sentia orgulho devido ao fato de seu pai também lecionava. “Eu lembro de que dizia para os meus amiguinhos, toda orgulhosa: ‘meu pai é professor’. Eu achava aquilo algo tão legal, tão diferente, era realmente uma sensação especial”, diz.
Quando chegou a hora de escolher uma profissão, seguiu a carreira do pai e do avô. Em 2002, ingressou no curso de Licenciatura em História. Tempo depois, passou a atuar como estagiária em escolas municipais e, logo em seguida, trabalhou como ACT (Admitida em Caráter Temporário) também no município. Em 2013, foi aprovada em concurso público e assumiu a função de professora na Escola de Educação Básica Cônego Nicolau Gesing, no Bairro Rio Bonito, onde leciona História e também Artes. “Adoro essa relação que eu tenho com os alunos,
é um carinho muito grande. Algumas vezes encontro pessoas para quem eu já dei aula e chegam a me dizer que estão estudando História outra licenciatura por causa da minha influência. É muito emocionante”, conta com carinho.
Nívea garante que pretende continuar sua carreira de professora. Inclusive, logo depois da eleição, ela voltou a lecionar, embora ainda não tenha retornado e fato à sala de aula por conta da pandemia de coronavírus. “Mesmo como vereadora, quero seguir dando aulas. Se a lei permitir, e tudo indica que isto é possível, vou continuar na sala de aula em 2021”, promete.

Nome completo: Nívea Willemann Rocha.

Apelido entre amigos: Nirva.

Data de nascimento: 13 de outubro de 1983.

Natural de: Braço do Norte.

Nomes dos pais: Waldir Rocha e Felícia Wilemann.

Atividade: Professora.

Formação: Bacharel e licenciatura em História e Artes Visuais.

Estado Civil: União Estável.

Mãe de: não possui filhos.

Filiação partidária: PSD.

Time do coração: Palmeiras.

Hobby preferido: leitura.

A política é: a arte de fazer o bem quando trabalhada por todos.

Braço do Norte ontem: minha cidade que cresce cada dia mais.

Braço do Norte amanhã: sempre prosperando como desde a origem da sua história e seu povo.

Uma frase: “Tem direito de criticar o que tem coragem de ajudar.” (Abraham Lincoln).

Na Câmara, você será: trabalho e honestidade.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale