sábado, janeiro 23Diário online de Braço do Norte

A arte de ler

Por Robson Kindermann Sombrio

Meu pai sempre dizia que a leitura deixa a pessoa mais inteligente. E insistia para que eu pegasse um livro e lesse. Tenho aprendido que escrever é uma arte. Pintar uma tela é uma arte. Cinema é arte, música é arte, teatro é arte… Muitos não gostam de nada disso e outros adoram. Despejam uma boa parte do tempo nestas atividades. Por isso, assim como meu pai, muitas pessoas defendem a ideia da leitura. Outros dizem que ler serve para pouco. Tudo isso são ideias e pensamentos de cada um e há que se respeitar. Eu apenas penso que literatura é entretenimento.
O que é entretenimento? Livro bom, bem escrito, bem pensado, vira diversão, vira educação. Tem pessoas que dizem: “Eu não gosto de ler.” Ok. Mas, você já interessou em pegar uma revista, jornal ou livro que escrevesse sobre o que você realmente gosta? Leitor, leitura é diversão também. Foram os livros que me deram base para escrever ontem e hoje. As revistas me ajudaram a melhorar como ser humano. Foram os jornais que destruíram muitos de meus preconceitos. Foram os jornais que mostraram também a vontade de conhecer mais lugares.
É bem verdade que tem gente que só lê o inevitável. Como a propaganda que passa na TV, as propagandas que se tem outdoor. Com isso não quero dizer que todo mundo tem que ler. É só uma forma de simplificar aquilo que as pessoas acham que seja difícil. É bem comum muitas pessoas não lerem essa coluna. Talvez me conhece apenas pelo nome que está acima, mas que nunca “perderam” tempo para ler o que escrevo. Nesse sentido, além de minha curiosidade pessoal, foram os livros que deram ânsia de investigar mais profundamente meu mundo interior – e o de cada pessoa.
Leitor, quando estou escrevendo, estou fazendo o que gosto. Dificilmente alguém não gosta de música, cinema ou até mesmo de ler um bom jornal, livro ou revista. Cada um escolhe aquilo que mais lhe agrada. Torço a cada dia que a leitura seja inevitável a todos, que as escolas incentivem cada vez mais essa prática. Sendo assim, mesmo a gente lendo nunca chegaremos a saber tudo. Para isso serve a leitura. Para percebermos o tamanho da nossa ignorância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale