sábado, março 6Diário online de Braço do Norte

“A arma mais poderosa da vida é o amor”

Aos 61 anos, Maria Albertina Tomaz revela sua história de muita luta e superação após ter criado nove filhos e sete netos

Conhecida carinhosamente em Braço do Norte como Dona Nega, Maria Albertina Tomaz nasceu em Lauro Muller, em 1958. Residente de Braço do Norte, coleciona amigos, gratidão e amor pela vida. Sempre sonhou em ser professora, e apesar de não ter conseguido trabalhar em uma sala de aula, ensina lições de vida até hoje.
Maria teve uma infância conturbada, após ser abandonada pela mãe quando ainda era um bebê, ela foi criada por outra família e tempo depois foi maltratada por sua madrasta. “Após idas e vindas, resolvi fugir de casa aos nove anos. Estava morando em Nova Veneza, consegui dinheiro para ir para Criciúma e lá virei moradora de rua. Depois de um tempo consegui um emprego, e trabalhei em várias casas como doméstica”.
Após começar a namorar, descobriu que alguns familiares estavam morando em Braço do Norte, então o casal resolveu vir para a cidade onde Dona Nega vive até hoje com seus netos. “Com meu parceiro tive nove filhos, sofri muito em um relacionamento abusivo, fui maltratada, abandonada no altar e mais tarde abandonada com oito filhos com menos de 12 anos e um que estava para nascer. Trabalhei muito para criar meus filhos, e oferecer a eles o laço familiar que eu nunca tive’’, conta emocionada.
O tempo passou e a situação foi piorando, mas apesar de nunca ter tido mais que o necessário para viver, para Dona Nega nunca faltou garra e força de vontade para nunca desistir. “Houve épocas em que cobria meus filhos com roupas de vestir, morávamos na rua e dormíamos em cima de papelões. Criei nove filhos e sete netos, aprendi a repartir tudo o que tenho e aprendi que o respeito, o amor, a tolerância e o carinho fazem diferença na vida das pessoas’’, ressalta ela, que é também conhecida como a tia Nega do crepe.
Além de trabalhar como voluntária em eventos da cidade, Maria Albertina já realizou diversas campanhas para ajudar pessoas com câncer, famílias carentes e recentemente ajudou uma família que perdeu sua casa em um incêndio, promovendo um risotão solidário. “Precisamos lutar para cada dia nos tornarmos pessoas melhores, e aprender a agradecer tudo o que temos, mesmo que seja mínimo. Agradecer por cada lição e sofrimento, e não perder a esperança de que o amanhã pode ser melhor’’, destaca com um sorriso no rosto.

‘’Não sabia que era tão amada e querida pela cidade’’

Além de ajudar todos à sua volta, Maria está sendo a causa de uma campanha do LEO Clube de Braço do Norte, pois sua máquina de fazer crepe, de onde ela tira parte de seu sustento, está quebrada. Além de vender crepe, Dona Nega trabalha como doméstica e serviços gerais na Escola de Educação Básica Dom Joaquim.
Os companheiros do LEO Clube já iniciaram a campanha e conseguiram arrecadar o dinheiro necessário, porém estão dando continuidade para que o dinheiro restante seja utilizado na compra dos ingredientes do crepe, manutenção do carrinho e cestas básicas.
Para fazer sua doação, basta realizar um depósito no Banco Bradesco, agência 336, conta corrente 8514-6, para a titular Isadora Mendes Meurer, que é tesoureira do LEO Clube Braço do Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha do Vale