vítimas do covid

Voo do Mosca

Em Gravatal, a quarta vítima da Covid-19 foi o cantor e compositor católico Irineu Volpato Calegari, de 69 anos. Ele estava internado no Hospital Socimed, em Tubarão, há cerca de uma semana e faleceu na terça-feira, 28 de julho. Nos últimos dias, teve complicações e não resistiu, falecendo ontem. Sua esposa, Didi Calegari, segue na UTI, em estado grave, também devido ao coronavírus.

Com oito vítimas até a última quarta-feira, Braço do Norte é o segundo município em número de óbitos pela Covid-19 na região, perdendo apenas para Tubarão, que registrava 29. A última morte foi de Elmo Wiggers (foto), de 71 anos, que faleceu na segunda-feira, 27 de julho. Na semana anterior, na terça-feira, 21 de julho, foram outras duas mortes: Dalezio Germano Wessling (foto), 74 anos, e Manoel Ferreira, 71 anos.

Preocupados

Moradores e comerciantes das proximidades da Serra do Rio do Rastro, que liga Lauro Muller a Bom Jardim da Serra, estão preocupados com o fechamento do trânsito que começou nesta semana. O motivo seria os serviços e obras que estão previstos para ocorrerem até maio de 2021. O trânsito de veículos na Serra só será permitido das 5h às 8h e das 17h às 20h, de segunda a sábado. Das 8h às 17h e das 20h às 5h, o tráfego será bloqueado, pois as faixas de rolamento serão interditadas nos dois sentidos. Aos domingos, o trânsito estará liberado. Com este fato, comerciantes de Bom Jardim alegam que ficarão isolados e fizeram até um abaixo assinado, trazendo um pedido para que a rodovia não feche totalmente.

Esclarecimentos

O professor universitário Ademar Dutra, braçonortense, que atualmente é executivo de Assuntos Portuários da SC Parcerias e membro do Conselho Administrativo do Porto de São Francisco do Sul, nos mandou e-mail com esclarecimentos sobre a reportagem da NDTV comentada aqui na coluna na nossa última edição, na qual ele estaria acumulando cargos em desacordo com a lei. Alegou que tal denúncia não procede e classificou a matéria da TV de sensacionalista e tendenciosa. Afirmou que sua atuação na SCPAR e no Conselho de Administração do Porto de São Francisco do Sul atendem plenamente a legislação e decorrem de sua formação e conhecimento técnico do setor portuário. Sobre o Cidesport, evento anual patrocinado, pelo Porto de São Francisco do Sul, lembrou que se trata uma promoção de um conjunto de universidades cuja primeira edição ocorreu na Espanha e que em 2015 passou a ser realizada em Florianópolis. O evento é patrocinado pelo Porto de São Francisco, e outras empresas, desde então, quando ele ainda não tinha ligação com a administração do Porto e que já está em sua sétima edição.

Perdoar sim, esquecer…

Satisfeito de um lado, porque foi absolvido pela Justiça Eleitoral, o ex-governador Raimundo Colombo não esconde a profunda mágoa daqueles que, sem provas, o acusaram de suposto recebimento de caixa dois de R$ 9,3 milhões da Odebrecht nas campanhas vitoriosas de 2010 e 2014. Quem o conhece diz que, apesar dos estragos irreparáveis à sua reputação, vai perdoar os detratores algum dia, mas nunca esquecer.

De volta

Mesmo com uma estomatite causada pelo coquetel de medicamentos tomados para combater o Covid-19, que lhe fizeram surgir aftas e dificuldades de fala, o radialista e vereador Israel de Souza retornou ao batente nesta quinta-feira, depois de duas semanas afastado dos microfones. Ainda sente o desconforto causado pela doença, mas, sem o risco de contágio de colegas, por sua parte.

Vai começar

A conhecida “Ponte do Pirão”, localizada na comunidade de Rio Areão, limite entre os municípios de Rio Fortuna e Grão-Pará, terá o início de sua reconstrução nos próximos dias. A autorização para o início das obras foi entregue na tarde de segunda-feira, 27 de julho, em ato simbólico na comunidade. O investimento é de cerca de R$ 350 mil. A antiga estrutura foi carregada pela força das águas das tempestades em janeiro de 2019, e após todo o trâmite burocrático, será reconstruída através de recursos provenientes do Ministério da Integração Nacional – Defesa Civil. A ponte, que era mista, será substituída por uma nova estrutura de concreto armado.

Pasmo

O governador Carlos Moisés ficou pasmo ao saber na semana passada, do início de tramitação do processo, na Assembleia Legislativa, que pode afastá-lo do cargo por crime de responsabilidade, assim configurado por conceder aumento salarial a procuradores do Estado por meio de decisão administrativa. É que na mesma quarta-feira, os deputados estaduais festejavam uma promessa feita solenemente por ele: pagar as emendas impositivas de 2018 e 2019, para os municípios, até o final deste ano. São R$ 491 milhões que os deputados podem destinar conforme suas preferências.

Impeachment

Caso os deputados estaduais catarinenses deem seguimento ao processo de impeachment de Carlos Moisés, o Brasil pode ter o primeiro caso de cassação de um governador desde 1957. Muniz Falcão, em Alagoas, foi o único governador afastado por deputados até hoje na história do país. No mesmo páreo com Moisés estão os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e do Amazonas, Wilson Lima, pelos mesmos motivos: suposta má gestão ou falta de diálogo com deputados.

O que acontece

Se o governador for afastado durante o processo de impeachment, quem assume temporariamente, até o final deste ano, é o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júlio Garcia (PSD). Se não quiser ou puder, é o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ricardo Roesler. Se o processo de impedimento, também envolvendo a vice-governadora, for aprovado até o final deste ano, Santa Catarina terá eleições diretas para o período restante do mandato (todos eleitores voltam às urnas). Se for em 2021, haverá eleição indireta, com o voto dos 40 deputados estaduais elegendo um nome para a chefia do Executivo estadual.


Leave a Comment