São Ludgero conquista prêmio Fritz Müller

Cidade dos Esportes será premiada pela segunda vez com o troféu Fritz Müller pelo case de sucesso do esgoto sanitário tratado nas áreas urbana e rural

 

O projeto “São Ludgero 100% Esgoto Sanitário Tratado nas Áreas Urbana e Rural” conquistou o maior prêmio ambiental de Santa Catarina, o troféu Fritz Müller, na categoria “Tratamento de Efluentes”. A cerimônia de premiação acontece no dia 06 de novembro, às 20 horas, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.

São Ludgero receberá o reconhecimento diante do projeto executado ao longo de vários anos, a várias mãos, com saudáveis parcerias entre a Administração Municipal, Samae, Funasa, Governo do Estado através da Epagri/Banco Mundial/Microbacias, Secretária de Saúde, Vigilância Sanitária, Agentes de Saúde, bem como a Secretaria de Agricultura, Comércio, Indústria e Turismo.

O prefeito Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que a premiação é compartilhada com várias pessoas que formaram um grupo de trabalho que se comprometeu nos últimos anos a abraçar a causa com a Administração Municipal fazendo a frente. “A felicidade é coletiva, envolve todas as famílias, inúmeras lideranças ao longo dos anos, atuais e ex-gestores, ex-vereadores, diversas entidades. Um projeto iniciado que a atual gestão decidiu abraçar e superar todos os obstáculos por entender que era preciso fazer o dever de casa em relação ao Meio Ambiente e a preservação da água”, declara o prefeito. Ele completa dizendo que os trabalhos seguem na manutenção do projeto para que ele permaneça eficiente. “E, vamos continuar avançando em 2019, sempre em parceria, envolvendo as famílias, pois assim se tornamos cada vez mais fortes e os resultados práticos acontecem com maior rapidez e qualidade”, resume.

Primeiro passo em relação ao tratamento do esgoto foi dado em 1988

Na área urbana o 100% de coleta e tratamento de esgoto realizado na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no centro da cidade, aconteceu após o município ter conseguido a autorização do Ministério Público para ampliar o benefício a determinadas áreas consideradas irregulares, após apresentar uma ação prática de Regularização Fundiária, o Lar Legal. No caso da área rural, através de um Sistema Individual de Tratamento (SID) estudado e desenvolvido para realidade local pelos técnicos do Escritório Local da Epagri, era necessário forte investimento para alcançar todas as famílias rurais e isso aconteceu nos últimos anos, através da Administração Municipal e Samae. O investimento médio em cada propriedade, com recursos próprios, foi de R$ 1,8 mil por sistema implantado.

O passo inicial em relação ao tratamento do esgoto sanitário em São Ludgero foi dado em 1988, quando foi firmado o convênio para elaboração do Projeto de Esgotamento Sanitário entre Funasa e Município, o qual foi entregue no ano de 1990. Assinou o convênio na época o prefeito Danilo Niehues.


Leave a Comment